Arquivo diário: domingo, fevereiro 23, 2020

 

Nesta noite de domingo (23), um jovem foi baleado no bairro Campo das Mangueiras, em Macaíba. Segundo as primeiras informações, a vítima logo após ser baleado foi socorrido para Unidade de Pronto Atendimento.

O estado de saúde do jovem ainda é desconhecido. O nome do mesmo ainda não foi revelado.

Resultado de imagem para paulo guedes e salles

Ao voltar de Davos no final de janeiro, Paulo Guedes teria pedido a demissão de Ricardo Salles em razão da desconfiança dos investidores estrangeiros em relação à gestão da pasta do Meio Ambiente, diz a Folha.

Guedes teria até passado por cima de Salles ao dar ordens ao Ibama para enviar equipes de fiscalização à Amazônia.

O argumento usado pelo ministro da Economia era de que sua pasta “tinha dinheiro” para mandar os fiscais supervisionarem as florestas.

“Salles, ao saber da intervenção no Meio Ambiente, ficou irritado e reagiu. Ele lembrou a Guedes que a pasta não está sob os domínios da Economia.”

A resposta de Salles irritou Guedes, que teria ido até o Palácio do Planalto pedir a cabeça do colega.

As informações são do O Antagonista

 

 

Mais 34 Crimes Violentos Letais Intencionais (homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte) foram registrados em todo o Ceará neste sábado (22), segundo a secretaria estadual de Segurança Pública e Defesa Social. Com isto, subiu para 122 o total de mortes violentas registradas desde a última quarta-feira (19), depois que parte dos policiais militares começaram a ocupar quartéis e esvaziar pneus de viaturas em protesto contra a proposta de reajuste salarial que o governo cearense apresentou para a categoria.

Em nota, a secretaria compara o número de crimes violentos registrados dia a dia, ao longo da última semana, para demonstrar o impacto de cinco dias de motim policial no estado. Na segunda-feira (17), véspera do início dos protestos militares, foram registrados apenas três crimes violentos letais intencionais. Na terça-feira (18), foram contabilizados cinco casos. Na quarta-feira (19), o número de ocorrências saltou para 29. Na quinta-feira (20) foram 22 registros. E na sexta-feira, houve o maior número de vítimas até o momento: 37.

Legalmente, policiais militares são proibidos de fazer greve, motivo pelo qual os protestos da categoria são classificados como motim. Na sexta-feira (21), o governo cearense afastou por 120 dias 167 policiais militares que participam da paralisação. Os agentes deverão entregar identificações funcionais, distintivos, armas, algemas, além de quaisquer outros itens que os caracterizem nas suas unidades e ficarão fora da folha de pagamento a partir deste mês de fevereiro.

Os inquéritos militares instaurados contra os agentes afastados serão julgados pela Justiça Militar. Já os procedimentos administrativos disciplinares serão realizados pela Controladoria-Geral de Disciplina (CGD) da própria Polícia Militar.

A pedido do governo cearense, mais de uma centena de policiais da Força Nacional desembarcaram em Fortaleza na última quinta-feira para reforçar a segurança. No mesmo dia, o presidente Jair Bolsonaro autorizou o emprego de até 2,5 mil militares das Forças Armadas no estado. O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) foi publicado em edição extra do Diário Oficial da União e vale pelo período de 20 a 28 de fevereiro. Policiais rodoviários federais também reforçarão o patrulhamento ostensivo.

No Twitter, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, informou que participará da comitiva com os ministros da Defesa, Fernando Azevedo, e da Advocacia-Geral da União (AGU), André Mendonça. “É tempo de superar a crise e serenar os ânimos. Servir e proteger acima de tudo”, escreveu Moro na rede social.

Com informações da Agência Brasil

Crime aconteceu na madrugada deste domingo (23) em Areia Branca, no Oeste potiguar — Foto: Marcelino Neto/O Câmera

Foto: Marcelino Neto/O Câmera

Dois homens de uma mesma família morreram após serem baleados por assaltantes em uma casa de praia de Areia Branca, na região Oeste potiguar. O crime aconteceu na madrugada deste domingo (23), por volta de 3h30, segundo o 12º Batalhão da PM. Após o crime, os suspeitos fugiram.

De acordo com a polícia, os dois homens eram concunhados e tinham ido de Natal para a praia de Pedra Grande, na comunidade de Ponta do Mel, para passar um período de veraneio. Durante a madrugada, criminosos invadiram a casa enquanto todos dormiam e anunciaram um assalto.

Uma das vítimas, Emerson Ferreira do Nascimento, de 41 anos, estaria armado e teria tentado reagir, mas foi baleado pelos criminosos e morreu na hora. Durante o tiroteio, o concunhado de Emerson, Ckleverson Igor Ferreira da Silveira, de 33 anos, também foi baleado.

Na tentativa de socorrer Ckleverson ao hospital de Areia Branca, a esposa dele acabou capotando o carro que dirigia. A perícia criminal ainda deverá apontar se ele morreu por causa do ferimento a bala, ou no acidente.

Após o crime, os bandidos fugiram. Os corpos das vítimas foram recolhidos pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia e o caso será investigado pela Polícia Civil de Areia Branca.

G1 RN