Arquivo diário: domingo, fevereiro 2, 2020

O Governo do Rio Grande do Norte fechou o ano de 2019 comprometendo 60,56% da receita líquida com a folha de pessoal. Entre janeiro e abril, o índice foi de 67% e 65,44%, respectivamente. O limite previsto na lei de responsabilidade fiscal é de 49%, o primeiro ano do governo Fátima ultrapassou o limite imposto pela lei em  11,56%.

Informações da Tribuna do Norte.

O blog Informativo Atitude destaca: Para evitar consequências judiciais futuras, a administração municipal será obrigada a demitir mais de 100 cargos. O blog deixa claro que a administração irá fazer as demissões de forma obrigatória, visto que a Câmara derrubou os vetos do prefeito Fernando Cunha.

 

 

O crime aconteceu por volta das 21h30 deste sábado (01) na rua Professora Caetano, no centro de Macaíba. A população ligou para o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) informando que um homem passou de moto e atirou em outro que estava próximo ao mercado público. As informações são do portal G1 RN.

A vítima, identificada como Daniel da Silva, de 22 anos, morreu na hora. O local do crime foi isolado até a chegada da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e do Instituto Técnico Científico de Perícia (Itep). Nenhum suspeito foi preso.

Os policiais civis e servidores da Segurança se reuniram em Assembleia Geral, nesta última sexta-feira, 31, na sede do SINPOL-RN, e deliberaram por uma paralisação de 24 horas na próxima terça-feira, dia 4 de fevereiro, em protesto contra a reforma a Previdência.

A diretoria do SINPOL-RN expôs para as categorias que existe uma articulação nacional, comandada pela Cobrapol, para conseguir emplacar emendas na PEC Paralela da reforma da Previdência federal, de forma a garantir alguns ajustes que amenizem os prejuízos causados aos policiais civis e outros agentes da Segurança Pública.

Dentro desse movimento nacional, haverá uma paralisação de policiais civis em todo o Brasil no dia 4 de fevereiro. Aliado a isso, servidores do Rio Grande do Norte também farão uma paralisação nos dias 3 e 4 por causa da reforma da Previdência estadual.

A diretoria colocou em deliberação e a categoria decidiu participar da paralisação da terça-feira, 4, somando-se tanto ao movimento nacional quanto à luta estadual. Neste dia, os policiais civis e Servidores da Segurança devem se concentrar na sede do SINPOL-RN, a partir das 8h.

Entre os itens de pauta da Assembleia Geral desta sexta, a diretoria apresentou detalhes sobre o andamento do projeto de reestruturação da carreira dos Agentes e Escrivães, bem como sobre a reforma da previdência estadual.

A diretoria informou que tem reivindicado junto ao Governo do Estado, em conjunto com representantes de outros sindicatos e associações da Segurança, a inclusão, na reforma estadual, das peculiaridades da atividade policial, tomando como referência a emenda 103 da Constituição Federal, publicada em novembro do ano passado.

“O Governo tem sentado conosco para discutir pontos como a questão da aposentadoria das mulheres, que na reforma federal foram as mais prejudicadas ao serem colocadas no mesmo patamar dos homens”.

É importante a presença de todos nesse movimento do dia 4 para mostramos ao Governo do Estado que não vamos aceitar mais prejuízos do que já tivemos com a reforma da esfera federal, bem como para lutar em prol das emendas na PEC Paralela que estão sendo trabalhadas em Brasília para amenizar os danos da reforma.

Também foi informado aos presentes que a diretoria do SINPOL-RN tem tido várias reuniões com o Governo e a Degepol sobre o projeto de reestruturação. “Nesta semana, estivemos com o chefe do Gabinete Civil fazendo apontamentos dos tópicos que o Governo pretende alterar e, agora, estamos sentando com a assessoria técnica do próprio Gabinete Civil para ajustar o texto dos pontos que serão alterados. Temos feito gestão constante para evitar qualquer tipo de prejuízo ao que foi acordado com a categoria no final do ano passado”.

O SINPOL-RN também colocou em deliberação alguns dos pontos que estão sendo negociados nessas alterações do projeto de reestruturação.

Nilton Arruda disse que essas mudanças deverão ser apresentadas em forma de emendas já durante o processo de votação na Assembleia Legislativa para não retardar a tramitação atual do projeto naquela casa. A expectativa é que o projeto seja aprovado já na primeira quinzena de fevereiro. “Pedimos que a categoria fique atenta, pois a qualquer momento poderemos fazer convocação também referente à nossa reestruturação”.

SINPOL/RN

Pesquisa

Desde ontem (01) um instituto de pesquisa está fazendo entrevistas em Macaíba. De acordo com um leitor do blog que foi entrevistado, a pesquisa trata sobre a eleição municipal.

Ainda de acordo com esse leitor, diversas perguntas foram feitas, entre elas o entrevistador mostra os nomes dos pré-candidatos e pergunta em quem ele votaria para prefeito caso a eleição fosse hoje.