Arquivo diário: quinta-feira, janeiro 9, 2020

Resultado de imagem para dilma dyou tube"

A ex-presidente Dilma Rousseff publicou uma nota no qual defende o programa Mais Médicos e critica o presidente Jair Bolsonaro.

“O país e o mundo já sabem que Bolsonaro se considera no direito de ser grosseiro, truculento e inverídico ao abusar dos xingamentos e das fake news em suas manifestações públicas. Agora, comete crime de difamação e calúnia contra os médicos cubanos que atuaram no Brasil entre 2013 e 2018, acusando-os de terroristas e de profissionais sem habilitação” afirma Dilma.

“A desinformação e as fake news divulgadas sistematicamente compõem sua tática política e seu método de atuação que, infelizmente, não demonstram a necessária compostura e o devido respeito ao cargo que ocupa. O ataque gratuito e difamatório aos médicos cubanos revela ainda um profundo desprezo por dezenas de milhões de brasileiros e suas famílias, pobres, que foram cuidados e acolhidos pelos médicos cubanos, por meio do Programa Mais Médicos. Destruir um programa que atendia mais de um quarto da população brasileira nos permite chegar a uma terrível conclusão: Bolsonaro faz mal à saúde”.

 

Moradores da rua São Sebastião no bairro Monte Líbano, em Macaíba, estão revoltados com o alagamento ocorrido pela manhã desta quinta-feira (09). De acordo com relatos de moradores, após o terreno que fica por trás da Escola Dr. Severiano ter sido aterrado, toda vez que chove as residências ficam alagadas e os moradores perdem seus móveis.

De acordo com informações que chegaram ao blog, um grupo de moradores pretendem levar o caso para o Ministério Público, visto que não é a primeira vez que as residências ficam alagadas após o terreno intitulado de Novo Centro ter sido aterrado.

Casas da rua São Sebastião ficam alagadas no Monte Líbano e moradores pretendem acionar MP contra empreendimento

Casas da rua São Sebastião ficam alagadas no Monte Líbano e moradores pretendem acionar o MP contra empreendimento Vídeo: Enviado por uma moradora.

Posted by Macaíba no Ar on Thursday, January 9, 2020

Agência Brasil – O  presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, voltou atrás e acolheu pedido do governo para extinguir sua própria liminar que suspendeu a resolução do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) que reduziu os valores do seguro obrigatório Dpvat (sigla de Danos Pessoais por Veículos Automotores de Vias Terrestres).

Com a reconsideração do ministro Toffoli, o preço pago pelo seguro cai. “O valor do seguro passa a ser de R$ 5,21 para carros de passeio e táxis e R$ 12,25 para motos, o que representa uma redução de 68% e 86%, respectivamente, em relação a 2019”, de acordo com a AGU.

 O ministro da Educação, Abraham Weintraub, durante o lançamento do   Programa Nacional de Cooperação Acadêmica (Procad) em Segurança Pública e Ciências Forenses

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Agência Brasil – O governo federal encaminhará, em breve, ao Congresso Nacional, uma proposta de mudança nas regras de financiamento do ensino básico. Hoje (9), ao apresentar as realizações do Ministério da Educação (MEC) em 2019, o ministro Abraham Weintraub disse que o governo não desistiu de ver aprovada sua própria proposta de aumento da contribuição da União para o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O debate sobre transformar o fundo, com previsão para ser extinto este ano, em permanente, e de elevar, gradualmente, o percentual de recursos repassados pela União, já ocorre na Câmara dos Deputados, onde uma comissão especial foi criada para discutir a PEC 15/2015, e também no Senado, onde tramita a PEC 33/2019. Além disso, o próprio ministro da Educação defende a proposta do governo.

“Ao longo deste ano [2019], tentamos colocar o novo Fundeb com propostas que acreditamos pertinentes. Infelizmente, não andou na direção e na velocidade que queríamos. Diante desse quadro, estamos encaminhando [ao Congresso] uma PEC [Proposta de Emenda Constitucional]”, disse Weintraub.

O governo federal discorda da minuta que a relatora do projeto que tramita em comissão especial na Câmara, deputada federal Professora Dorinha (DEM-TO), apresentou em setembro de 2019. No texto, a relatora propôs que o percentual da contribuição da União para o Fundeb passe dos atuais 10% para 15% em 2021, com acréscimos anuais de 2,5 pontos percentuais até chegar a 40% em 2031. Já o ministro Abraham Weintraub defende que o percentual dos recursos que a União repassa a estados e municípios aumente dos atuais 10% para 15%.

“É um aumento expressivo. Além de aumentar o volume de recursos, cobraremos resultados para receber esses recursos. Estados e municípios terão que adotar critérios de desempenho e mostrar resultados”, disse Weintraub.

Fundeb

Criado em 2006, para vigorar até 2020, o Fundeb é, hoje, a principal fonte de financiamento da educação básica, respondendo por mais de 60% do financiamento de todo ensino básico do país. Os recursos provém de impostos e transferências da União, estados e municípios.

Em 2019, só a União destinou R$ 14,3 bilhões aos estados. Dados da comissão especial criada pela Câmara dos Deputados para discutir a PEC 15/2015, apontam que, caso a proposta de ampliar a participação da União dos atuais 10% para 40% em 2031 seja aprovada, o impacto orçamentário da mudança será da ordem de R$ 279,8 bilhões.

Pisa

O ministro Weintraub disse que a meta da pasta é fazer com que o Brasil avance no ranking do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), índice que avalia o nível da educação básica no mundo.

“Esperamos tirar o Brasil da última posição na América do Sul e colocar ele, até 2030, na primeira posição. Sendo que esperamos já ter resultados no próximo Pisa. E este ano vão aparecer muito mais resultados. Vai aparecer rápido. Já no primeiro trimestre vai ter muito mais números mostrando melhoras”.

Em 2018, o Pisa foi aplicado para 600 mil estudantes de 79 países e regiões. O Brasil, onde cerca de 10,7 mil estudantes de 638 escolas fizeram as provas, obteve, em média, 413 pontos em leitura, 384 pontos em matemática e 404 pontos em ciências. Na avaliação anterior, aplicada em 2015, o Brasil obteve, 407 em leitura, 377 em matemática e 401 em ciências. Apesar da pequena melhora nas pontuações, o resultado revelou que apenas dois de cada 100 estudantes brasileiros atingiram os melhores desempenhos em, pelo menos, uma das disciplinas avaliadas. Além disso, o Brasil ficou abaixo das médias dos países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

“Vamos sair da última posição da América do Sul. O fundo do poço foi 2018”, garantiu o ministro.

Agência PRF

Em Parnamirim/RN, no Km 108 da BR 101, às 13h40 desta quinta-feira (9), a Polícia Rodoviária Federal recuperou uma motocicleta Bros, de cor preta, que havia sida levada do pátio do Posto da PRF, em Macaíba/RN.

O condutor, um homem de 34 anos, foi levado à Polícia Federal para verificação dos fatos, pois o veículo havia sido subtraído da Unidade Operacional no dia 01 de julho de 2019.

Agência PRF

Em Macaíba/RN, no km 294 da BR 304, na madrugada desta quinta-feira (09), a Polícia Rodoviária Federal prendeu um homem de 18 anos, com um veículo roubado.

Durante fiscalização a um Voyage branco, os policiais constataram a ocorrência de roubo do último domingo (05), em Parnamirim.

O condutor informou que havia alugado o veículo por um aplicativo, na internet, e que teria pago a quantia de R$ 1.000,00 para usá-lo por sete dias.

Diante das informações, a ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Polícia Civil.

A Prefeitura de Macaíba, por intermédio do programa Acessuas Trabalho, divulga novas oportunidades de emprego em uma empresa de Macaíba. As vagas são para cozinheiro, auxiliar de cozinha, garçom e churrasqueiro.

Os (as) interessados (as) devem entregar os currículos até o próximo dia 13 de janeiro, segunda-feira, das 8h às 14h, na sede do programa Acessuas Trabalho, que fica na Rua Doutor Pedro Velho, no Centro. Mais informações podem ser obtidas pelo número de telefone 3271-6504.

Um novo combustível, com emissões mais limpas quando comparado com o diesel mineral, desenvolvido através de um processo de formulação que requer um curto tempo de preparação e que utiliza materiais de baixo custo, é o resultado da pesquisa desenvolvida na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) pelos pesquisadores Tereza Neuma de Castro Dantas, Manoel Reginaldo Fernandes, Eduardo Lins de Barros Neto, Igor Micael Alves Uchoa e Afonso Avelino Dantas Neto. Com o título de Formulação de Combustíveis Microemulsionados a Base de Diesel Glicerina, o estudo resultou também na obtenção da 21º carta-patente da UFRN, no mês de dezembro. Um dos cientistas responsáveis pela descoberta, Igor Micael Alves Uchoa, explica que a eficiência enérgita similar, com ganho da lubricidade e das emissões, são atrativos para a utilização da nova formulação.

“A patente consiste em uma nova formulação de um combustível diesel, com a inserção de glicerina, fruto de resíduo do atual processo de formulação. Em linhas gerais, ao parar em um posto de combustível, um ônibus ou caminhão, por exemplo, abastece com um combustível que é formado por 90% de diesel mineral e 10% do biodiesel. O biodiesel, no seu processo de produção, após a reação entre um óleo ou uma gordura de origem vegetal ou animal, gera o biodiesel em si e a glicerina, normalmente também em uma proporção de 90% e 10%. Então, com a nossa formulação, há uma destinação para esse resíduo, pois devolvemos a glicerina para ser aproveitada, sem descarte”, explicou Igor Uchoa, que desenvolveu a pesquisa durante o Mestrado em Engenharia Química na UFRN e que recentemente concluiu o doutorado no mesmo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química. Ele deu outros detalhes em vídeo disponibilizado no endereço https://www.instagram.com/tv/B7GP38FgzD6/.

Atualmente lecionando no Instituto Federal da Bahia, ele pontuou que o mercado já não consegue absorver essa glicerina fruto do processo, apesar de aplicação na indústria de cosméticos e alimentícia. Para ele, a pesquisa se encaixa justamente em dois pontos: dar um destino à glicerina e melhorar o combustível mineral, no caso o diesel. Igor Uchoa acrescentou que as indústrias automobilísticas e distribuidoras de combustível são potencialmente interessados neste processo, haja vista que, de acordo com a nova legislação, até 2023, o percentual de biodiesel no diesel terá incremento de 50% em relação aos números atuais. “Portanto, haverá um grande crescimento da demanda, sobretudo na hipótese concomitante de crescimento econômico. Solucionando os inconvenientes no descarte do excesso de glicerina gerada na produção do biodiesel, casado com o aumento da qualidade lubrificante e emissão de poluentes menor, há condição de puxar o preço para baixo com a utilização destes outros componentes”, colocou.

Ler mais…

Interior do cemitério público São Sebastião em Parnamirim, na Grande Natal, ficou alagado — Foto: Lucas Cortez/Inter TV Cabugi

Foto: Lucas Cortez/Inter TV Cabugi

O cemitério público de Parnamirim mais uma vez ficou alagado na manhã desta quinta-feira (09) devido as fortes chuvas. O portão principal ficou empenado devido as ondas formadas por carros que trafegam na frente do cemitério. Em outros pontos casas foram invadidas pela água.

O Blog do BG destaca grande volume de chuvas nas últimas horas na capital potiguar alagou vias por todas as regiões, e transformou a cidade num caos. Nos arredores do viaduto do Baldo, registro impressionante de volume de água, tornando vias e calçadas verdeiros “rios”. Vídeo: cedido.

A imagem pode conter: atividades ao ar livre

Reprodução/Redes sociais

As fortes chuvas desta quinta-feira (09) trouxeram transtornos para quem precisou trafegar na avenida Jundiaí, no centro de Macaíba. Um trecho da avenida  ficou completamente alagado entre a praça de mototáxi e o supermercado Super Show. Os alagamentos nesse trecho existe há vários anos e vem se agravando após a construção do empreendimento Novo Centro, no qual parte da água que tinha vazão para a rua Baltazar Marinho foram desviadas para as galerias do bairro Monte Líbano, desaguando na avenida Jundiaí.

Foto: Max Douglas: A rua Heráclitor Vilar também ficou tomada pela água que descia em direção a rodoviária de Macaíba.