Arquivo diário: segunda-feira, dezembro 30, 2019

Em seu perfil no Facebook, o presidente do partido Democracia Cristã de Macaíba,  Jeslier Revoredo, afirmou apoio da sigla ao pré-candidato Normando Feitosa (PSC). A parceira do Democracia Cristã e  Normando Feitosa, permite para 2020, caminharem juntos, em defesa da Família e Segurança.

Ainda de acordo com Jeslier, a parceira entre o Democracia Cristã e o PSC poderá ajudar na indicação do candidato a vice-prefeito na chapa de Normando Feitosa.

Mancha de óleo atinge o litoral do Sergipe

Foto: Adema/Governo de Sergipe

Manchas de óleo voltaram a aparecer em praia do litoral do Ceará entre a noite de ontem (29) e a manhã de hoje (30). A informação foi confirmada pelo Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), que acompanha o vazamento de óleo nas praias do Nordeste e Sudeste desde o fim de agosto. De acordo com o GAA, foram encontrados resíduos de óleo na praia de Caetanos de Cima, no município de Amontada, e na praia de Apiques, localizada em Itapipoca, ambas no litoral Oeste do Ceará.

Desde outubro a ocorrência de manchas não era registrada no litoral cearense. De acordo com o GAA, formado pela Marinha, Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Agência Nacional de Petróleo (ANP), amostras do material estão sendo enviadas para análise no Instituto de Estudos do Mar Almirante Paulo Moreira (IEAPM) a fim de identificar o tipo de óleo.

“Participam do recolhimento dos vestígios de óleo militares da MB [Marinha do Brasil], membros do Ibama, da Defesa Civil e voluntários, sob coordenação do GAA. Mais militares estão sendo mobilizados para limpeza das áreas não habitadas das praias”, informou o grupo em nota.

O mais recente levantamento do Ibama, divulgado na última sexta-feira (27), mostra que o óleo atingiu 980 pontos, em todos os nove estados do Nordeste, além de praias nos estados do Espírito Santo e do Rio de Janeiro.

A assessoria do vereador Netinho França entrou em contato com o blog para informar que não procede a indicação do parlamentar como vice-prefeito em uma chapa encabeçada pelo presidente da Câmara Gerson Lima. Ainda de acordo com a assessoria, as especulações que circulam em grupos de whatsap e blog não tem fundamento, pois nunca existiu nenhum contato para composição de chapa.

 

Em cerimônia realizada com participação do vice-prefeito, Auri Simplício; da secretária municipal de Saúde, Gisleyne Karla Medeiros; profissionais de saúde, lideranças comunitárias e populares, foi oficialmente entregue à população macaibense a 24ª Estratégia Saúde da Família (ESF) da nossa cidade na manhã desta segunda-feira (30/12).

Localizada na comunidade de Cidade Campestre, a unidade de saúde beneficiará também milhares de moradores de comunidades adjacentes como Bosque Brasil, Porto Brasil, Parque das Paineiras e Flamboyants. Para se ter uma ideia da estrutura de uma ESF, sua ativação exige uma abrangência de uma população de pelo menos 4 mil habitantes no entorno de atuação, explicou a coordenadora geral do setor no município, Irlia de Paula.

A estrutura mínima de uma ESF deve ser composta por uma equipe multiprofissional com médico (clínico-geral), enfermeiro, dentista, técnico de enfermagem,  técnico de saúde bucal, agente de saúde e auxiliar de serviços gerais.

“É uma grande bênção! A gente agora poder ter um posto de saúde. É rapidinho para se deslocar de nossas casas para cá, sem precisar ir a outro bairro de Macaíba.”, Declarou a senhora Genilda, mais conhecida como “Irmã Genilda”, moradora de Cidade Campestre e que estava sendo atendida pouco depois da entrega da unidade.

Posto de saúde de Bela Vista

Além da ESF de Cidade Campestre, a Prefeitura de Macaíba também garantiu o funcionamento do posto de saúde do bairro Bela Vista, que havia sido temporariamente desativado para receber diversas melhorias da Secretaria Municipal de Infraestrutura, como novas instalações elétricas, hidráulicas, climatização, pintura, dentre outros serviços e adaptações para melhor atender aos usuários, constituindo-se na segunda unidade de saúde da região.

Eldis Trajano da Silva ficou preso dois anos e sete meses no lugar do irmão, no RN — Foto: Emmily Virgílio

Eldis Trajano da Silva ficou preso dois anos e sete meses no lugar do irmão, no RN — Foto: Emmily Virgílio

Matéria do portal G1 RN:

“Não era para ter deixado que eu passasse dois anos preso sem ter feito nada. O que eu passei eu jamais vou esquecer na minha vida”. A declaração é do agricultor Eldis Trajano da Silva, de 36 anos, que passou dois anos e três meses preso no lugar do irmão, Eudes Trajano da Silva. Eldis – com L – foi preso em 2017. O erro só foi corrigido no último dia 9 de dezembro, quando ele foi solto.

Segundo a advogada do agricultor, policiais o abordaram, perguntaram o nome dele e mandaram que ele entrasse no carro dizendo que o levariam para casa. Os policiais estavam atrás de Eudes, com “u” no início e “e” no final, irmão dele.

Quando passou da entrada da comunidade, Eldis relatou perceber que não estava sendo levado para casa. “E no momento desse cumprimento, em vez de levarem o Eudes com U, levaram Eldis com L”, disse Marilene Batista de Oliveira, advogada que defendeu o homem.

De acordo com Henrique Baltazar, juiz de Execuções Penais, Eldis foi preso no lugar do irmão em agosto de 2017. Segundo o magistrado, nesta época o sistema de identificação criminal não fazia exames de impressão digital, o que comprovaria que Eldis não era fugitivo. “Não havia nenhum outro tipo de sistema que pudesse confirmar que aquela pessoa era quem devia ser”, disse.

Para a advogada, a sensação é de espanto por não ter sido feito nenhum levantamento para identificar o detento. “Não consigo imaginar como alguém pode estar preso sem ter sua identificação, seja a civil ou criminal”, observou Marilene.

Eudes, com U, o verdadeiro culpado, tinha sido preso em Canguaretama, por outro crime, com uma identidade falsa com nome de Francisco de Assis. Quando confessou o nome verdadeiro, o sistema penitenciário passou a ter dois detentos com o mesmo nome.

Depois de quase um ano preso, Eldis – o inocente – veio transferido para uma penitenciária que fica em Ceará-Mirim, na região metropolitana de Natal. A partir daí, começou a desconfiança de que ele realmente estava falando a verdade.

Adailton Pessoa, diretor da unidade, conhecia o verdadeiro Eudes por crimes anteriores. Ele avisou a Defensoria Pública, mas até tudo ser esclarecido foi um longo período. “Na realidade foi detectado assim que o interno chegou aqui na unidade. Já tinha o cadastro do irmão anteriormente, e quando nós fomos cadastrar as fotos não bateram”, disse.

O diretor relata que a falha não foi do sistema penitenciário. Segundo Pessoa, o sistema penitenciário identificou e comunicou o judiciário, que foi além da vara de execuções penais, que abrange a unidade prisional, e também a defensoria pública. “O tramite foi demorado por causa da justiça, não por nossa causa”, defendeu.

Segundo Francisco de Paula, Defensor Público, assim que a situação foi conhecida, o órgão fez um requerimento. “No momento que eu faço o requerimento, a responsabilidade passa para o judiciário que é quem tem o poder de prender e de soltar”, relatou.

Diagnóstico

Enquanto as autoridades não definiam o caso, um exame de sangue aumentou a desconfiança. Eudes, o culpado, é soropositivo e recebia tratamento na prisão, antes de fugir. Para provar que eles não eram a mesma pessoa, Eldes fez um exame e o resultado negativo.

“Se os dois irmãos estavam presos em cadeias diferentes e só o que era HIV positivo era realmente o foragido, tinha alguma coisa errada. A pessoa estava presa no lugar de outra”, concluiu o juiz.

E mesmo com esse resultado, Eldis só poderia ser solto depois de comprovar a identidade. Foram mais cinco meses até o pedido para que o homem preso injustamente fosse levado ao Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep-RN), para comprovar que ele não era o irmão.

Enquanto a investigação se desenrolava, Eudes, o culpado, estava preso na cidade de Canguaretama, RN, a 80 km de Ceará-Mirim, na Grande Natal, onde o irmão inocente estava preso. A juíza do caso resolveu ouvir os dois irmãos juntos para saber quem era quem.

Mesmo com essa audiência, os dois continuaram com as identidades trocadas e Eldis, o inocente, continuou preso. Ele só foi solto em dezembro deste ano, um ano e três meses após a audiência. “Se todo mundo tivesse dado prioridade, porque é uma situação plausível de acontecer, Certamente essa pessoa não teria passado mais de dois anos presa indevidamente”, relatou o defensor público.

Segundo Marilene, ela vai processar o estado. “Uma indenização que é claro que nunca vai pagar os anos que ele perdeu ali. Mas quem sabe não é a oportunidade para ele recomeçar a vida dele?”, relatou.

O irmão

Para Eldis, uma das maiores dores foi a de saber que o próprio irmão tinha usado o nome dele para praticar crimes. “Eu não tenho ódio dele. Mas o que ele fez não tem como apagar. É muito triste”, contou.

Mesmo assim, Eldis disse perdoar o irmão, pretende ajudá-lo a sair da prisão e torce para uma recuperação. “Vou trabalhar, juntar um dinheiro e tentar tirar ele de lá. Eu queria que ele saísse e se regenerasse e fosse viver a vida dele. Não tenho raiva. Porque ele é meu irmão, né?”, disse.

O deputado estadual Hermano Morais vai se filiar ao PSB. Hermano pretende disputar a Prefeitura de Natal. No MDB, mesmo partido do prefeito Álvaro Dias, o deputado não teria chances de viabilizar seu projeto. Diante dessa situação, Hermano solicitou ao Tribunal Regional Eleitoral sua saída da sigla sem perda do mandato, o que lhe foi concedido.

Resultado de imagem para paulo wagner tv ponta negra

Na noite deste domingo (29), morreu o apresentador ex-deputado Paulo Wagner. De acordo com as últimas informações, Paulo Wagner morreu após sofrer um infarto fulminante em seu apartamento em Parnamirim, no bairro Pirangi.