Arquivo diário: quarta-feira, outubro 16, 2019

A imagem pode conter: 4 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé

Comunicação EAJ

Nessa terça-feira, 15 de Outubro, Dia do Professor, a Assembleia Legislativa do Estado do RN homenageou vários professores que se destacaram na construção da educação potiguar. Entre os homenageados, o professor Júlio César de Andrade Neto, professor da Escola Agrícola de Jundiaí por mais de 40 anos e diretor por seis mandatos, sendo cinco consecutivos.

Estiveram presentes na solenidade no plenário da Assembleia Legislativa os professores Ivan Max Lacerda e Marcio DIAS Pereira, Diretor e Diretor Adjunto da EAJ; além da esposa e outros familiares do homenageado.

Agência Brasil

Durante fiscalização na manhã desta quarta-feira (16), no Km 117 da BR 101, em São José de Mipibu/RN, a Polícia Rodoviária Federal prendeu dois homens e apreendeu um adolescente, com duas armas de fogo, 11 munições intactas e um veículo roubado.

No momento da abordagem, os suspeitos empreenderam fuga, sendo alcançados próximo a um posto de combustível, às margens da BR.

Na busca pessoal, foram encontrados dois revólveres calibre 38, com seis e cinco munições, na cintura de dois deles.

Os três informaram que são moradores do bairro das Quintas, sendo um deles fugitivo do sistema prisional do Rio Grande do Norte e o outro fugitivo do Centro Educacional – Ceduc/RN.

Em consulta aos sistemas, constatou-se que o veículo Fiat/Mobi, de cor branca, havia sido tomado de assalto na tarde desta terça-feira (15), na capital Potiguar.

Ocorrência encaminhada à Delegacia de Polícia Civil de Parnamirim/RN.

Foto: Andrei Torres/ABC

Nessa segunda-feira (14), depois de alguns dias de negociação, a diretoria abecedista definiu os últimos detalhes e acertou a renovação com o ídolo abecedista, o atacante Wallyson.

Wallyson, que retornou ao clube para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série C 2019 e marcou três gols na competição, prorrogou o seu vínculo com o alvinefro por mais uma temporada, até o final do Brasileiro 2020.

“Estou feliz em renovar o meu contrato com o Mais Querido. Sentamos ontem e hoje, e hoje batemos o martelo. Todo mundo abriu um pouco para que chegássemos a um acordo, e estou muito satisfeito por ficar mais um ano vestindo essa camisa maravilhosa. Precisamos do apoio de todo mundo. O momento é de ser mais forte, de unir a torcida, o elenco, a comissão. Espero um 2020 de muita luta, mas de conquistas, também. Estou acreditando muito nesse projeto do ABC e por isso que eu renovei”, destacou Wallyson.

Confira a ficha técnica do atacante:

Wallyson Ricardo Maciel Monteiro – Wallyson
Posição: Atacante
Nascimento: 17/10/1988 (30 anos)
Naturalidade: Macaíba (RN)
Altura: 1m79 Peso: 72 kg

Clubes: ABC (2007), Atlético/PR (2008-2010), Cruzeiro/MG (2010-2012), São Paulo/SP (2013), Bahia/BA (2013), Botafogo/RJ (2014), Coritiba/PR (2015), Santa Cruz/PE (2016), Vila Nova/GO (2017), ABC (2018), Vitória/BA (2018), Maldonado/Uruguai (2019) e ABC (2019).

Policiais civis da Delegacia Municipal de Macaíba prenderam em flagrante, na manhã desta quarta-feira (16), Pedro Leandro Vicente, conhecido como “Coringa”, 23 anos, Shirley Daiane Alves da Silva, 30 anos, e Bismark Jefferson Moura da Silva, 25 anos. As prisões ocorreram no Loteamento Esperança, localizado no município de Macaíba.

Pedro Leandro e Shirley Daiane foram presos pelos crimes de tráfico de drogas, associação ao tráfico e corrupção de menores, enquanto que Bismark Jefferson foi detido pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo, receptação e posse de drogas para consumo pessoal.

Durante as diligências, foram apreendidas porções de maconha, quatro munições calibre 38, aparelhos celulares e uma quantia em dinheiro fracionado. De acordo com investigações realizadas pela Polícia Civil, foi constatado que, contra Pedro, já existia uma ação penal pelo crime de tráfico de drogas. Já Shirley era responsável pelo recebimento de objetos furtados e roubados como pagamento do material vendido. Eles usavam adolescentes para ajudarem na comercialização da mercadoria.

Pedro Leandro, Shirley Daiane e Bismark Jefferson foram conduzidos até a delegacia e encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça. A Polícia Civil pede que a população continue enviando informações de forma anônima através do Disque Denúncia 181.

Fonte: Secretaria de Comunicação Social da Polícia Civil/RN – SECOMS

O grupo de diretores das unidades da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) conheceu, na manhã desta terça-feira, 15, o Projeto de Concepção e Implementação do Parque Científico Tecnológico do Rio Grande do Norte Augusto Severo (PAX). Na Sala dos Colegiados, a assessora especial do gabinete da Universidade que coordena o projeto do Parque, Ângela Maria Paiva Cruz, e o diretor da Agência de Inovação (AGIR) da UFRN, Daniel Pontes, detalharam aos gestores os aspectos gerenciais e de viabilidade do Parque, bem como situaram de que forma a iniciativa está alinhada com as diretrizes institucionais da Universidade.

“Já há quase dez anos, contamos com resoluções que se entrelaçam com a perspectiva de estarmos associados a um parque, documentos como as resoluções que criam Empresas juniores e que estabelecem o nosso Programa de Incubação, além de aspectos inseridos em nosso Plano de Desenvolvimento Institucional ainda em vigor. Assim, afirmo que o projeto é institucional e não casuístico”, pontuou a ex-reitora Ângela Paiva. Para o diretor do Centro de Educação, Jeferson Fernandes Alves, o projeto do PAX é um dos exemplos do quanto as instituições de ensino superior são patrimônio do Estado e de como são imprescindíveis no esforço de pensar e fazer o desenvolvimento do RN.

Também elogiando a iniciativa, o vice-diretor do Centro de Ensino Superior do Seridó (Ceres), Alexandro Teixeira Gomes, realçou a necessidade de aproveitamento da expertise das unidades do interior. Na oportunidade, a ex-reitora acrescentou que “o aspecto de utilização de, por exemplo, tecnologias para o semiárido foi uma das observações da equipe do Banco Mundial como fator de relevância do projeto para a nossa região”. Durante a reunião, participaram também membros de equipes das pró-reitorias de Graduação, Pesquisa, Pós-Graduação, Gestão de Pessoas e de Administração. À pró-reitora adjunta de Administração, Izabel de Medeiros Coelho, coube explicações a respeito do estatuto, bem como dos compromissos e obrigações dos parceiros associados. “O modelo de governança proposto é de organização sob a forma jurídica de associação de direito privado. Especificamente sobre o investimento do Governo do Estado ser viabilizado através do Banco Mundial, frise-se que não implica obrigações da Associação, tampouco da UFRN”, afirmou.

Parque Científico e Tecnológico do Rio Grande do Norte Augusto Severo (PAX)

Localizado na cidade de Macaíba/RN e uma área prevista de 50 hectares, o Parque Científico e Tecnológico do Rio Grande do Norte Augusto Severo (PAX) está inserido em um ambiente de inovação proveniente da parceria entre Instituições Científicas, Tecnológicas e de Inovação (ICTs), Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Federação das Indústrias, Federação do Comércio, Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas e prefeituras da Região Metropolitana de Natal. O PAX tem vocação inicial nas áreas de energias, reabilitação em saúde e tecnologia de informação com ampla oferta de espaços e serviços para as entidades apoiadoras e empresas. O Parque Científico e Tecnológico Augusto Severo contará também, em seu ecossistema, com incubadora e aceleradora de empresas, oferta de serviços de propriedade intelectual por meio da Agência de Inovação da UFRN e de diversos laboratórios de pesquisa e inovação das ICTs associadas.

Os interessados em cursar a Especialização em Gestão Ambiental terão até o dia 29 de novembro para fazer sua inscrição. O prazo foi prorrogado e as inscrições devem se inscrever online no SIGAA (www.sigaa.ufrn.br).

A Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ) ofertada 50 vagas para graduados em qualquer área do conhecimento. O curso será semipresencial, contará com aulas via Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) com encontros presenciais na EAJ, em Macaíba. A pós-graduação terá duração de 18 meses com o investimento mensal de R$ 250.

A carga horária de 360 horas, será dividida na seguinte matriz curricular:

Introdução à Educação a Distância (15 horas)
Introdução à Gestão Ambiental (30 horas)
Geotecnologias (30 horas)
Métodos e Técnicas de Pesquisa em Gestão Ambiental (30 horas)
Legislação e Direito Ambiental (30 horas)
Gestão Integrada de Recursos Hídricos (30 horas)
Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (30 horas)
Saneamento Ambiental (30 horas)
Educação Ambiental (15 horas)
Estudo e Relatório de Impacto Ambiental (30 horas)
Sistema de Gestão Ambiental (45 horas)
Metodologia da Pesquisa (45 horas)

Maiores informações e edital: http://www.etec.eaj.ufrn.br/?p=4759

José Aldenir / Agora RN

O prefeito de Natal, Álvaro Dias, ameaçou ir à Justiça para evitar que o Programa de Estímulo ao Desenvolvimento Industrial do Rio Grande do Norte (Proedi) diminua a arrecadação da gestão municipal. Segundo Álvaro, o programa – criado por decreto da governadora Fátima Bezerra em julho – vai fazer com que a Prefeitura do Natal perca aproximadamente R$ 24 milhões por ano, o que, segundo ele, vai prejudicar a execução de serviços públicos.

“Esse projeto confiscou os recursos de ICMS do município de Natal. São R$ 24 milhões por ano. O que a Prefeitura não faz de obra de infraestrutura com R$ 24 milhões por ano? A nossa dificuldade é enorme, imensa, para manter os serviços funcionando, os salários em dia, as obras que estamos fazendo. Nós não concordamos e vamos para a Justiça tentar derrubar o decreto”, afirmou o prefeito, em entrevista à 98 FM na segunda-feira, 14.

Substituto do antigo Proadi, o Proedi foi anunciado pelo Governo do Estado como uma estratégia para manter indústrias instaladas no interior. Segundo a equipe econômica do governo, o novo programa é uma forma de manter o Rio Grande do Norte atrativo para as empresas e em pé de igualdade com estados vizinhos, como Paraíba e Pernambuco, que têm uma política fiscal mais agressiva do que o RN.

Pelo Proedi, indústrias que gerem empregos no Estado poderão ter isenção de até 95% do ICMS devido. Antes, pelo Proadi, o abatimento máximo era de 75%, já que, constitucionalmente, os 25% restantes devem ser transferidos dos governos estaduais para os municípios. Como o novo programa beneficia as empresas justamente com a isenção desta receita, os prefeitos protestaram.

Cálculos da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn) apontam que as perdas para as prefeituras com o Proedi podem chegar a R$ 80 milhões por ano – algo que não foi negociado com os gestores municipais.

Diante da pressão dos prefeitos, um grupo de onze deputados estaduais apresentou na Assembleia uma proposta de decreto legislativo para derrubar o decreto do Proedi. A proposta tramita nas comissões temáticas e não tem previsão para ir ao plenário da Casa.

Na última sexta-feira, 11, a governadora Fátima Bezerra anunciou a destinação, até janeiro, de R$ 10 milhões para os municípios usarem na área da saúde. Outros R$ 10 milhões foram prometidos para 2020. Este acordo, porém, não agradou a todos os prefeitos, apesar de o presidente da Femurn, José Leonardo Cassimiro, ter consentido. Alguns dos prefeitos, inclusive, foram à Assembleia nesta terça-feira, 15, para pressionar os deputados a derrubarem o programa.

Segundo o deputado Kelps Lima (Solidariedade), o projeto de decreto legislativo vai seguir tramitando até que o governo apresente uma proposta satisfatória de reposição das perdas das prefeituras.

O deputado Getúlio Rêgo (DEM), por sua vez, criticou a forma como o Proedi surgiu, a partir de um decreto executivo. Ele argumenta que mudanças em programas de isenções fiscais só podem acontecer por meio de projeto de lei aprovado na Assembleia. “Foi uma decisão sem abrir o debate, sem uma ampla discussão, prejudicando os municípios, muitos deles sem condições de pagar até a folha de pessoal”, lamentou.

Líder do governo na Assembleia, o deputado George Soares (PL) discorda dos colegas e afirma que vai pedir formalmente para que o projeto de decreto legislativo seja considerado prejudicado – isto é, inválido, já que o governo fechou acordo com os prefeitos para o pagamento de uma contrapartida. “No meu entendimento, a situação está resolvida”, afirmou.

Perguntado se o acordo é representativo, já que só um grupo diminuto de prefeitos participou da reunião com Fátima e secretários na sexta, George disse que sim. “Se o presidente da Femurn (José Leonardo Cassimiro, o Naldinho) participou, então sim”.

O prefeito de Natal lamentou a posição inflexível do governo com relação ao assunto. “Tivemos várias reuniões com a governadora e ela não se pronunciou. Disse que vai manter tudo como era antes. Então, temos que procurar outro caminho. Ou ir para a Justiça ou derrubar no voto, na Assembleia. Ela não poderia ter feito isso através de um decreto. Começa por aí a ilegalidade. Todos estão de acordo que ela precisa rever”, assinalou.

O Agora RN procurou a Femurn nesta terça-feira para comentar a insatisfação dos prefeitos, mas não teve sucesso. A assessoria informou que o presidente da entidade, José Leonardo Cassimiro, cumpria agenda em Brasília. O Governo do Estado não comentou as declarações do prefeito.

Agora RN

Foto: Williane Silva

O pró-reitor de Assuntos Estudantis da UFRN, Edmilson Lopes, conversou com os estudantes da instituição de ensino na tarde desta terça-feira, 15, no pátio da Reitoria. Na ocasião, houve o esclarecer à comunidade universitária sobre os motivos do atraso nos pagamentos dos auxílios estudantis aos beneficiários do Plano Nacional de Assistência Estudantil (PNAES).

Os auxílios temporários para alimentação foram cadastrados nesta terça-feira, 15, e a efetuação do pagamento está prevista para o início da próxima semana. Os demais benefícios estão em processo de cadastramento no Sistema Integrado de Patrimônio, Administração e Contratos (Sipac).

A UFRN realiza aproximadamente 25 modalidades distintas de pagamento aos estudantes, de acordo com as faixas de valores para cada auxílio – moradia, creche, óculos, transporte e alimentação. “Nós temos a compreensão que a garantia desses auxílios é um direito fundamental para a continuidade das atividades dos estudantes”, destacou o professor.

Ainda de acordo com o pró-reitor de Assuntos Estudantis, no mês de outubro, acontecem as renovações das bolsas e a inserção dos novos beneficiários, operação que acontece eletronicamente para conferir maior transparência para auditoria dos dados.

Espera-se que o auxílio temporário para alimentação seja encerrado neste mês, visto que o retorno do funcionamento do Restaurante Universitário (RU) está previsto para o final deste ano. Após os esclarecimentos das dúvidas pelo pró-reitor, os estudantes seguiram ao Centro de Convivência, onde farão uma plenária.

Assim como os estados irão receber uma fatia da cessão onerosa do petróleo, os municípios também serão beneficiados na divisão desse bolo. O governo federal prevê arrecadar R$ 106 bilhões, pouco mais de R$ 21 bilhões serão divididos entre estados e municípios, o que dará uma folga no caixa das prefeituras.

Aplicativo de Celular ENEM 2019

Aplicativo de Celular ENEM 2019

Agência Brasil – O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulga hoje (16) o Cartão de Confirmação da Inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. Entre outras informações, os estudantes terão acesso ao local onde farão o exame neste ano. As provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro.

“A recomendação primeira é que o participante imprima o cartão de confirmação e, aqueles que precisam, imprimam a declaração de comparecimento e levem os dois para a aplicação do exame”, disse à Agência Brasil o diretor de Gestão e Planejamento do Inep, Murillo Gameiro.

Uma vez sabendo o local de aplicação, o diretor recomenda que os participantes façam o trajeto de casa até o lugar, para avaliar a duração do trajeto no dia da prova: “o participante deve conhecer o trajeto até o local de prova, considerando que no dia da prova vai ter um trânsito mais complicado, e haverá várias pessoas participando do Enem. É bom que o participante conheça o trajeto e saiba o tempo que vai gastar de casa até o local da prova.”.

No dia do Enem, a dica é chegar no local com antecedência. Os portões abrirão às 12h, pelo horário oficial de Brasília, e serão fechados às 13h.

O Cartão poderá ser consultado na Página do Participante, na internet, ou pelo aplicativo do Enem, disponível para download nas plataformas Apple Store e Google Play. Para acessar o Cartão, o participante precisa informar a senha cadastrada na hora da inscrição no Enem 2019. O Inep divulgou um vídeo orientando aqueles que perderam a senha sobre como recuperá-la.

Os estudantes poderão conferir, no Cartão, o número da sala onde farão o exame; a opção de língua estrangeira feita durante a inscrição; e o tipo de atendimento específico e especializado com recursos de acessibilidade, caso tenham sido solicitados e aprovados; entre outras informações.

Declaração de comparecimento

Segundo Gameiro, além do cartão, estará disponível a partir desta quarta-feira a declaração de comparecimento do primeiro dia do exame, que deverá ser levada no dia 3 de novembro. A declaração do segundo dia estará disponível a partir do dia 4 de novembro e deverá ser usada no dia 10 de novembro. Essa declaração precisa ser impressa e levada para a prova, quando será assinada pelo coordenador de local de prova.

“Dependendo do regime de trabalho, algumas pessoas têm plantão no final de semana e precisam de declaração para ter a falta abonada. São casos específicos”, diz. Essas pessoas, de acordo com o diretor, devem ficar atentas pois o Inep não irá fornecer o comprovante de presença após o dia da prova.

O Enem 2019 será realizado em 1.727 municípios brasileiros. Cerca de 5,1 milhões de estudantes estão inscritos no exame.

Quem já concluiu o ensino médio ou vai concluir este ano pode usar as notas do Enem para se inscrever no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior. Os estudantes podem ainda concorrer a bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e a financiamentos pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).