Arquivo diário: quinta-feira, agosto 22, 2019

 

Agência Brasil – O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, afirmou hoje (22) por meio de sua conta de Twitter que está “profundamente preocupado” com os incêndios na Floresta Amazônica. “No meio da crise climática global, nós não podemos esperar mais prejuízos à maior fonte de oxigênio e biodiversidade. A Amazônia deve ser protegida”, disse o secretário-geral.

Justiça Eleitoral cassa mandato de Marconi Barretto na Prefeitura de Ceará-Mirim, na Grande Natal.  — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve a cassação da chapa que elegeu o prefeito Marconi Barretto em Ceará-Mirim, por abuso de poder econômico. Em votação unânime, na manhã desta quinta-feira (22), os sete ministros determinaram imediata comunicação ao Tribunal Regional Eleitoral e determinaram novas eleições a serem realizadas em 90 dias.

A Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ), através da Rede e-Tec Brasil na UFRN, divulgou edital para o Curso de Especialização em Gestão Ambiental. As inscrições devem ser feitas online no SIGAA (www.sigaa.ufrn.br) até o dia 6 de setembro.

Serão ofertadas 50 vagas para graduados em qualquer área do conhecimento. O curso será semipresencial, contará com aulas via Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) com encontros presenciais na EAJ, em Macaíba. A pós-graduação terá duração de 18 meses com o investimento mensal de R$ 250. A carga horária de 360 horas será distribuída em 11 disciplinas agrupadas em três blocos.

Confira o edital e todas as informações aqui.

Especialização Gestão Ambiental W

Resultado de imagem para queimadas na amazonia you tube

Agência Brasil – O ministro do Meio Ambiente (MMA), Ricardo Salles, sobrevoou hoje (21) à tarde algumas regiões de Mato Grosso para acompanhar o combate a queimadas no estado. Segundo o ministro, a maior parte dos focos de incêndio está localizada na área urbana. Salles destacou que, dos 10 mil hectares de área que foram queimados, cerca de 3 mil estão localizados na Chapada dos Guimarães.

Segundo o ministro, o governo federal apoiar todos os estados que precisarem de reforços federais em função das queimadas. Mais de mil brigadistas do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio ) estão atuando para conter as chamas em regiões críticas.

Salles destacou que o que ele verificou foi que a maior parte dos focos de incêndio é proposital, em áreas de concentração de lixo, o que é “muito ruim”. “A maior concentração de focos aqui na região está em perímetro urbano, (…) razão pela qual essa concentração de fumaça na cidade.”

Apenas na Chapada dos Guimarães, segundo o ministro, atuam 69 brigadistas do Ibama e mais de 20 membros do Corpo de Bombeiros do Estado de Mato Grosso. O fogo teria se proliferado muito rapidamente, em apenas um dia, em razão do calor, da baixa umidade e do vento forte, de acordo com o ministro.

Em entrevista à imprensa em Cuiabá, Salles destacou que o agronegócio brasileiro é um exemplo de sustentabilidade, utiliza as melhores práticas, mas nem por isso “está imune a riscos”.  De acordo com ele, não houve redução de recursos para a contenção de incêndios florestais. “Não há corte na destinação final de recursos de trabalho de incêndio, tanto que estamos com o mesmo número de brigadistas, trabalhando da mesma forma”, afirmou. “Agora é um clima que está mais seco, mais quente, com mais vento, e isso propicia uma propagação maior dos focos”, acrescentou.

O ministro esteve acompanhado do governador de Mato Grosso, Mauro Mendes. Ricardo Salles deve visitar outros estados a partir da próxima semana para monitorar as queimadas e o desmatamento ilegal.

Combate ao fogo

Nesta quarta-feira, o presidente Jair Bolsonaro destacou que as equipes ICMBio e Ibama estão atuando na Amazônia contra as queimadas e que as Forças Armadas devem reforçar o combate com as equipes locais, assim como a Força Nacional deve enviar 40 homens para a região. Para o presidente, o aumento de queimadas registrado nos últimos dias na Amazônia pode ser resultado de ação criminosa.

“É um crime, o governo não está insensível para isso. Mas temos uma guerra acontecendo no mundo contra o Brasil, a guerra da informação”, disse, ressaltando que o governo vai investigar os responsáveis por esse crime.

Caso aconteceu no loteamento Brasil, em Macaíba — Foto: Heloísa Guimarães/Inter TV Cabugi

Foto: Heloísa Guimarães/Inter TV Cabugi

Um homem esfaqueou a companheira e a enteada de 13 anos de idade na tarde desta quarta-feira (21) em Macaíba, na região Metropolitana. Segundo a Polícia Militar, o fato aconteceu após a mãe ter flagrado ele estuprando a adolescente. As duas foram socorridas com vida e levadas ao Hospital Regional Doutor Deoclécio Marques de Lucena, em Parnamirim. A adolescente também foi atingida por ele por um paralelepípedo na cabeça.

A fato aconteceu por volta das 12h30 no loteamento Brasil. À Polícia Militar, as testemunhas do crime confirmaram ter visto o marido da mulher esfaqueada, que também é padrasto da adolescente, cometendo o crime. Ele fugiu em seguida.

Segundo a PM, em depoimentos colhidos, a adolescente de 13 anos foi vítima de um estupro do padrasto. A mãe da jovem flagrou o fato e em seguida as duas foram atacadas por ele com uma faca.

As pessoas que estavam na rua relataram à polícia que a mulher saiu de casa sangrando e caiu, em sequência, bem em frente à residência. Ela sofreu facadas na região do tórax.

A filha dela, de 13 anos, também correu para fugir de casa e apresentava um corte de faca no pescoço. Enquanto tentava escapar, o padrasto arremessou um paralelepípedo, que atingiu a cabeça da jovem. Ela caiu inconsciente na rua.

Segundo relatados do pessoas da região, o homem suspeito do crime estava casado há cerca de 10 anos com a mulher, uma das vítimas da facada. Eles têm dois filhos juntos, além da enteada.

A mãe e a filha foram levadas para serem atendidas no Hospital Regional Doutor Deoclécio Marques de Lucena, em Parnamirim, logo após o caso, e não correm risco de morte. A mãe passou por uma cirurgia.

G1 RN

Os governadores do Nordeste reuniram-se em Teresina-PI, nesta quarta-feira (21), para discutir a pauta de projetos do Consórcio Nordeste e firmar acordos de compras coletivas, que iniciam este mês trazendo economia para os estados.

As compras previstas a serem anunciadas já na próxima semana incluem equipamentos e insumos da área de saúde. As aquisições serão compartilhadas por meio de um “Contrato de Programa” assinado na reunião.

Os governadores ainda decidiram pela criação de um grupo de trabalho que vai tratar das compras públicas coletivas. O modelo coletivo vai baratear as compras, pois além da possibilidade de compartilhamento o volume gerado propicia melhores preços e, consequentemente, traz economia para os cofres públicos.

Durante os debates na reunião do Consórcio Nordeste a governadora Fátima Bezerra defendeu também que o foco do grupo seja na formatação de projetos integradores regionais para atração de investimentos. O Consórcio também decidiu que o próximo encontro será em Natal-RN, entre 15 e 17 de setembro, durante o encontro Brasil-Alemanha.

“No âmbito do consórcio temos que ter a concepção de um projeto integrado de caráter regional, olhando para os interesses da região. Nosso maior desafio hoje é atrair investimentos. Isso é que o nós mais precisamos”, disse a governadora durante o encontro no Piauí.

Para Fátima, o trabalho conduzido pelo secretário-executivo do Consórcio Nordeste, Carlos Gabas, deve focar na 1ª agenda internacional do grupo, em novembro.

A missão deverá manter encontros institucionais e empresariais em quatro países – Espanha, Itália, Alemanha e França – e deverá ser encabeçada pelo governador da Bahia e presidente do Consórcio, Rui Costa.

“Nossa ação para essa primeira agenda na Europa precisa ser cirúrgica. Defendo que temos que dar foco às questões do meio ambiente, geração de energia e infraestrutura, olhando para a questão da conectividade da nossa região pelas vias portuária, aeroviária e rodoviária”, comentou a governadora do Rio Grande do Norte.

A previsão é de que as reuniões na Europa ocorram na segunda quinzena de novembro. O Consórcio Nordeste irá preparar portfólios com projetos e oportunidades de investimentos na região.

REFORMAS

O Fórum de Governadores registrou na Carta de Teresina que entregará até setembro uma proposta unificada de reforma tributária.

Os governadores ainda pontuaram a preocupação com as notícias a respeito da privatização de empresas estatais federais, com a possibilidade de impacto negativo da ação sem estudos técnicos na soberania nacional e na integração regional.

Por fim, os gestores estaduais ressaltaram a necessidade de reforço nas agências agropecuárias estaduais, para trazer competitividade ao setor na região. Para isso, o Fórum requisitou a aprovação do projeto de lei federal que trata do repasse de recursos federais aos estados e municípios para as ações de defesa agropecuária.

O encontro, nomeado oficialmente como Assembleia Geral do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste, contou com a presença dos governadores Wellington Dias, anfitrião do evento, Rui Costa (Bahia), Flávio Dino (Maranhão), João Azevedo (Paraíba), Belivaldo Chagas Silva (Sergipe) e Camilo Santana (Ceará). Alagoas e Pernambuco foram representados, respectivamente, pelo vice-governador Luciano Barbosa e a vice-governadora Luciana Santos.

Foto: Eduardo Maia

Em sintonia com o município de Macaíba e preocupado com suas principais demandas, o deputado estadual José Dias (PSDB) recentemente fez um discurso enfático na Assembleia Legislativa do RN cobrando obras e ações para impulsionar o desenvolvimento local e regional.

Entre os seus requerimentos, o parlamentar sugeriu que a Casa sensibilizasse a bancada federal potiguar para conseguir uma emenda coletiva para concluir a duplicação da Reta Tabajara, na BR-304. Além disso, construir viadutos ao longo da via, principalmente um que está previsto para a rotatória de Avenida Jundiaí (RN 160), e providenciar a iluminação do trecho entre Macaíba e Parnamirim. Estas são obras de responsabilidade do Governo Federal.

Ainda falando sobre mobilidade, José Dias cobrou do Governo Estadual a iluminação do Acesso Sul ao Aeroporto Internacional Aluízio Alves. Não esquecendo também da Saúde dos macaibenses, citou a necessidade de retomar as cirurgias eletivas no Hospital Regional Alfredo Mesquita e a ativação da UTI de dez leitos no mesmo hospital.

No âmbito estadual, dissertou sobre a Segurança Pública, lembrando que a Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ) cedeu um vasto terreno ao Governo do Estado do RN para a construção de um complexo contendo Corpo de Bombeiros, Batalhão de Polícia Militar e Delegacia de Polícia Civil. Destacando a necessidade de aumento de efetivo policial para este batalhão que contava com 150 homens em 2008 e hoje, em pleno 2019, conta com cerca de 50. Para finalizar, mencionou a importância de que o Parque Tecnológico também a ser construído em terreno da EAJ possa se concretizar.