Arquivo diário: sexta-feira, maio 17, 2019

Um jovem foi assassinado a tiros na rua José Coelho nesta noite de sexta-feira (17), em Macaíba.

Mais informações a qualquer momento.

Resultado de imagem para hailton mangabeira

O professor Hailton Mangabeira mandou um recado para aqueles que estão pensando em tirar pré-candidatos do seu grupo. “Sou pré-candidato à prefeito e não abro. A nossa nominata é composta por pessoas livres de amarras e vícios. Não sou dono do grupo, apenas um membro e as nossas decisões são coletivas. Se algum dos nossos pré-candidatos ao legislativo achar por bem deixar o grupo e seguir outro pensamento, entenderemos e desejaremos boa sorte. Primamos pelo respeito e pela democracia. Liberdade na política é um artigo de luxo, e disso, eu não abro mão” disse Hailton em nossa página no Facebook.

O grupo Macaíba é Nossa tem chamado atenção de um outro grupo opositor devido ao crescimento do número de pré-candidatos. Enquanto o grupo liderado pelo professor cresce, outros estão estagnados.

“Tem coisas que não dá mais para engolir, este vídeo é um recado para os vereadores que andaram me chamando de pilantra e de safado, saibam de uma coisa , trabalhem em benefício do povo ao invés de tentar me denegrir, não tenho culpa se o povo acordou e hoje já sabem quem são vocês.

#MUDANÇA GERAL [sic…]”, publicou Ionillo nas redes sociais.

Do Senadinho Macaíba

A convite da reitora Ângela Paiva, o prefeito de Macaíba, Fernando Cunha, esteve esta semana na Universidade Federal do Rio Grande do Norte para receber uma boa notícia: a instalação do Parque Tecnológico, na Escola Agrícola de Jundiaí – Campus Macaíba, destinado a formação, apoio e desenvolvimento de ciências, tecnologia, empreendedorismo e inovação.

Esse é um projeto que o prefeito Fernando Cunha vem lutando desde 2013 e que dará grande visibilidade ao município de Macaíba. Entre as áreas temáticas de atuação estão saúde e energias (eólica, solar fotovoltaica, biocombustíveis, biomassa e petróleo). Além da reitora estavam presentes o reitor eleito e atual vice-reitor, Daniel Melo, o coordenador de pesquisas do Instituto Santos Dumond, Edgard Morya, e Júlio Rezende, representando a Fapern.

O vice-prefeito Auri Simplício e Honorina Eugênia, gerente da Unidade de Políticas Públicas (UPP) do Sebrae/RN, visitaram alguns espaços públicos de Macaíba após reunião que discutiu a atualização da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa do município macaibense e a construção do Plano Anual de Compras Municipal, na última quarta-feira (15).

Representantes de outras secretarias da Prefeitura também participaram da expedição, entre eles, o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Edvaldo Marinho, o secretário municipal de Esportes, Flaubert Benício, a agente de desenvolvimento da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SEMDE), Aristela Tatiany.

Observando as potencialidades econômicas macaibenses, a ideia é fazer uma parceria com o objetivo de dinamizar a economia local por meio de um melhor planejamento e publicidade das compras públicas para a participação dos pequenos negócios, visando contribuir com o desenvolvimento econômico do município e viabilizar a atualização da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa do município e a construção do Plano Anual de Compras municipal.

Pesquisa da Universidade Federal do Rio Grande (UFRN) foi selecionada pelo Instituto Serrapilheira para receber bolsa de R$ 1 milhão, cujo valor deve ser utilizado durante três anos do estudo. Concorrendo inicialmente com 2 mil propostas de pesquisadores do Brasil, o professor do Departamento de Oceanografia e Limnologia (DOL-UFRN), Guilherme Ortigara Longo, é o coordenador da única proposta selecionada das regiões Norte e Nordeste do país.

O objetivo da pesquisa científica é avaliar os potenciais impactos globais, especialmente relativos ao aumento da temperatura e à diminuição do pH (escala de acidez) nos oceanos sobre organismos marinho, como os corais, os peixes e as algas. Dessa forma, o intuito é desvendar como os recifes brasileiros vão lidar com as mudanças provocadas pelos mares mais aquecidos e acidificados.

Segundo o professor Guilherme Longo, o estudo possui diferentes frentes de atuação, uma delas é a ecologia histórica com a recuperação do passado dos recifes brasileiros, além da previsão do futuro com modelos matemáticos baseados em dados disponíveis e em simulações no laboratório. Haverá ainda o monitoramento científico dos corais, utilizando modelos 3D e biologia molecular, bem como o acompanhamento cidadão, no qual qualquer pessoa pode participar via redes sociais, compartilhando fotos com a hastag #deolhonoscorais.

O trabalho tem um caráter agregador, visto que reuniu mais de 30 pesquisadores de sete instituições do Brasil, da Espanha e dos Estados Unidos. Para a segunda fase, a meta é fortalecer as atividades da rede, que resultam na formação de recursos humanos nos níveis de graduação, pós-graduação e pós-doutorado, assim como a implementação da estrutura de mesocosmo (manipulação de temperatura e pH, em laboratório e com bastante refinamento). “Pretendemos instalar essa estrutura no Departamento de Oceanografia da UFRN, para que possamos fazer aqui no estado os mesmos experimentos que são feitos nos países líderes em ciência”, planeja o cientista.

Nessa perspectiva, a importância do financiamento está ligada ao desenvolvimento regional, pois, entre os 12 selecionados pelo Serrapilheira, o projeto da UFRN é o único do Norte e Nordeste, o que fortalece a instituição de ensino como referência na área. “A gente fica muito feliz com a seleção, que é um grande mérito científico, mas a conquista vai além porque contribui para que a gente continue fazendo pesquisa de qualidade dentro de uma universidade pública e formando alunos com excelência”, comemora o docente.

Serrapileira – Estímulo à diversidade na ciência

O Instituto Serrapilheira é uma instituição privada sem fins lucrativos, cujo objetivo é financiar pesquisas de excelência com foco na produção de conhecimento e de divulgação científica. Do financiamento de R$ 1 milhão disponibilizado, R$ 700 mil são concedidos de forma incondicional. Os R$ 300 mil restantes estão condicionados à integração e formação de pesquisadores de grupos sub-representados em suas equipes de pesquisa. A adesão a esse mecanismo é voluntária, ou seja, os pesquisadores podem optar por receber ou não o valor destinado às práticas de estímulo à diversidade.

Ler mais…

Alexandre Ribeiro, Inep, MEC

Divulgação MEC

Agência Brasil – O Ministério da Educação informou hoje (17) que Alexandre Ribeiro Pereira Lopes será o novo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Lopes assume o lugar deixado pelo delegado Elmer Coelho Vicenzi, que pediu demissão ontem (16), após menos de um mês no cargo.

Servidor público de carreira, Alexandre Pereira Lopes exerce atualmente o cargo de diretor legislativo na Secretaria Executiva da Casa Civil da Presidência da República. O novo presidente do Inep é formado em Engenharia Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e Direito pela Universidade de Brasília (UnB).

Autarquia vinculada ao Ministério da Educação, o Inep é responsável por avaliações como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), aplicado a estudantes desde a alfabetização até o ensino médio, além dos censos Escolar e da Educação Superior.

Policiais militares da 3 Cia do 9° BPM foram informados através do Copom que houvera um roubo na rua Novo Guarapes, no bairro Guarapes, na noite desta quinta-feira (16), onde foram subtraídos 2 veículos, um Celta de cor branca e um Siena bege, além de vários celulares e objetos da residência. Com a informação que um dos envolvidos possuía tornozeleira, a equipe policial usou de sua experiência e, com a ajuda de companheiros do monitoramento e do Copom, rastreou o percurso de um indivíduo, onde através de rastros de pneus, localizou um galpão com 4 veículos, sendo dois deles os que foram levados no Guarapes e mais dois roubados em dias anteriores. Dando continuidade ao rastreamento, foi localizado o indivíduo em sua residência, em posse de vários celulares, entre eles os das vítimas do roubo no Guarapes.

Foi dado voz de prisão a Adriano Silva do Nascimento, 32 anos, residente na rua Antônio Almeida Macedo, 528, em Macaíba. Com extensa ficha criminal, ele foi conduzido à Central de Flagrantes para os devidos procedimentos.

Com informações  PM, via Senadinho Macaíba

Na tarde desta quinta-feira (12), policiais militares do 3º Batalhão apreenderam dois suspeitos de tráfico de drogas na cidade de Parnamirim, na Grande Natal.

Por volta das 16h20 a viatura estava em patrulhamento de rotina na Rua João Alves, no bairro Vale do Sol, quando se deparou com um indivíduo em atitude suspeita. Ao abordar Sérgio Murilo da Silva Filho, 23 anos, os policiais encontraram 22 trouxinhas de cocaína.

E a noite, em patrulhamento no bairro de Nova Esperança, os policiais apreenderam Darlan Gabriel Barbosa da Silva, 23 anos, que estava de posse de um tablete de Cocaína de aproximadamente 1 kg.

Ambos foram conduzidos à 1ª Delegacia de Polícia Civil de Parnamirim, para realização dos procedimentos cabíveis.

PM/Assecom

Resultado de imagem para hailton mangabeira

Um grupo político recém formado está de olho nos pré-candidatos do grupo Macaíba é Nossa. Segundo uma fonte nossa, o grupo liderado pelo professor Hailton Mangabeira somaria muito caso migrasse para o grupo de um pré-cadidato a prefeito.

Abre o olho Hailton.

Equipes técnicas da Cosern identificaram e desativaram, com apoio da Polícia Militar, um GATO(ligação clandestina) em uma pousada e um restaurante na Av. Erivan França, na Praia de Ponta Negra, em Natal, na manhã desta 5ª feira (16).

Contactada pelo Blog, a assessoria da empresa informou que não podia confirmar o nome do estabelecimento, mas o BG descobriu que o gato era Pousada Aquamarine em plena Av. Erivan França.

A responsável pelos dois estabelecimentos foi levada para prestar depoimento na Delegacia Geral de Plantão na Cidade da Esperança.

O “gato” de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal e a pena para o responsável pela fraude pode chegar a 04 (quatro) anos de reclusão. Além de crime, o “gato” representa risco de morte a quem faz e a quem está próximo.

A ligação clandestina também provoca perturbações no fornecimento de energia da região, pode provocar a queima de eletrodomésticos dos vizinhos e, nesse caso específico, era um risco à segurança dos hóspedes e dos funcionários e frequentadores do restaurante.

De janeiro a abril, a Cosern fez quase 20 mil inspeções dentro da “Operação Varredura” e desativou 2.240 ligações clandestinas em todo estado. Com essa ação, o volume de energia recuperado pela concessionária seria suficiente para abastecer, por exemplo, municípios do porte de Caicó ou Assu por 30 dias.

A população pode colaborar com a “Operação Varredura” denunciando as fraudes, de forma anônima e segura, no telefone 116 ou no site da Cosern.