Arquivo diário: sexta-feira, abril 19, 2019

O estudante Abias da Silva, de 15 anos,  da Escola Municipal José Mesquita, de Riacho do Sangue, zona rural de Macaíba, ficou em terceiro lugar no Campeonato Brasileiro Escolar Combat Games, uma competição escolar de lutas que iniciou nesta sexta-feira (19) em Brasília e vai até  domingo (21).

De Macaíba foram três estudantes, além de Abdias, participam também do campeonato Allana Rosileide e Mário Roberto, ambos lutam neste sábado.

Na tarde desta sexta-feira (19), um grave acidente foi registrado no bairro Campo das Mangueiras, em Macaíba. Segundo a Connecttv, duas motocicletas colidiram frontalmente, duas pessoas ficaram feridas. Uma das vítimas teve fratura exposta no pé.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada para o local.

A Polícia Rodoviária Federal recuperou, na madrugada desta quinta-feira (18), no Km 118 da BR 101, em São José de Mipibu, um veículo Hb20 Sedan, cor branca.

O condutor, um homem de 36 anos, demonstrou bastante nervosismo durante a fiscalização e afirmou que estava com a habilitação vencida. Informou também que havia alugado o veículo em Natal e estava se deslocando para João Pessoa/PB.

Na fiscalização detalhada, foi constatado que o veículo estava com placas clonadas e possuía queixa de roubo/furto.

A ocorrência foi encaminhada para a Central de Flagrantes.

O início da gestão da governadora Fátima Bezerra (PT) está desaprovado para 54,3% dos mossoroenses.

Aprovação dela é de 30,3%. Outros 15,5% não souberam responder.

A pesquisa Seta encomendada pelo Blog do Barreto também avaliou a gestão do presidente Jair Bolsonaro (PSL). A gestão de Bolsonaro é desaprovada por 51%, a aprovação de 39% e 9% disseram não saber avaliar.

O Instituto Seta ouviu 600 pessoas em 27 localidades das zonas urbana e rural de Mossoró entre os dias 13 e 14 de abril. A margem de erro é de 3,5% para ou mais ou para menos com intervalo de confiança de 95%.

O Departamento Estadual de Trânsito do RN (Detran) atuou na madrugada desta sexta-feira (19) em ações de fiscalização realizadas por meio da Operação Lei Seca, na Avenida Engenheiro Roberto Freire. A mobilização fiscalizou 661 veículos, sendo 27 condutores autuados por desrespeito a Lei Seca. Outros 11 autos de infração por motivos diversos foram registrados e três veículos foram removidos ao pátio de apreensão do Detran.

As abordagens coordenadas pelo Detran não se limitam a fiscalização das normas estabelecidas pela Lei Seca. Os condutores fiscalizados tiveram a documentação pessoal de habilitação e a dos veículos averiguadas pelos policiais. A iniciativa busca também combater o roubo de automóveis na capital e ampliar o policiamento ostensivo nas regiões onde as blitzen são deflagradas.

Nesse sentido, os policiais da Operação Lei Seca conseguiram ainda no meio da semana recapturar um foragido da justiça identificado como Henrique Jerônimo da Silva. “O indivíduo vinha transitando em uma motocicleta e ao avistar a blitz tentou dar meia volta, mas rapidamente foi interceptado pelos policiais que tinham sido posicionados na contenção e impedido de fugir. Após solicitação de documentação, o então suspeito entregou apenas a xerox da identidade e foi percebido que o mesmo ostentava uma tatuagem típica de apenados. A suspeita foi averiguada e confirmou-se o mandado de prisão aberto em seu desfavor”, explicou o coordenador da Operação Lei Seca, Isaac Paiva.

A Operação Lei Seca do Detran já responsável pela prisão de acusados de roubo, pela recuperação de veículos roubados e por inibir ações delituosas nas áreas onde os policiais estão patrulhando.

Agência Brasil – Os ministérios da Educação (MEC) e da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) lançaram nesta semana o programa Ciência na Escola. O objetivo da iniciativa é qualificar o ensino de temas relacionados à disciplina em escolas públicas, nos ensinos fundamental e médio. Serão disponibilizados R$ 100 milhões para instituições apresentarem projetos visando a estimular essa temática nos bancos escolares.

Poderão concorrer a esses recursos redes de instituições que envolvam escolas, universidades, centros de ciência e espaços de desenvolvimento científico e inovação. As verbas serão distribuídas em diferentes escalas de projetos, como estadual (R$ 4 milhões), interestadual (R$ 10 milhões) e regional (R$ 20 milhões).

Os ministérios anunciaram outros projetos dentro do programa. As pastas vão ampliar a Olimpíada Nacional de Ciências, atualmente uma iniciativa do MCTIC em parceria com a Universidade Federal do Piauí. O investimento previsto é de R$ 1 milhão. A meta é ampliar o escopo da competição e chegar a 1 milhão de alunos de diferentes estados.

Entre as medidas está prevista também uma chamada pública para destinar recursos a pesquisadores com estudos relacionados ao tema, com foco no ensino de matérias dos anos finais do ensino fundamental e do ensino médio. O Objetivo é disseminar a prática científica e aproximar universidades, instituições científicas e tecnológicas e escolas públicas.

Os ministérios vão implementar uma plataforma que ganhou o nome de “Ciência é 10”, voltada à qualificação de professores em assuntos vinculados à área. Professores poderão fazer especialização a distância em ensino de ciências. Além disso, outra plataforma foi desenvolvida pela Rede Nacional de Pesquisa para facilitar o acompanhamento das ações do conjunto do programa.