Arquivo diário: sábado, abril 13, 2019

O Governo do RN criou um grupo de trabalho para dar andamento às ações da gestão consorciada de resíduos sólidos nas regiões do Estado. Formado por representantes do Executivo estadual, das pastas de Planejamento e Finanças (Seplan), Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh) e Idema, e presidentes dos consórcios regionais, a ideia é que a comissão discuta as parcerias que devem ser construídas a partir de 2019.

A governadora Fátima Bezerra destacou a importância dessa iniciativa. “Iniciamos a aproximação com os consórcios para definirmos questões que há anos não se resolvem, principalmente sobre o estudo de impacto ambiental relacionado ao aterro sanitário do Alto Oeste”, explicou durante reunião realizada nesta sexta-feira (19) com prefeitos e secretários estaduais.

De acordo com o secretário da Semarh, João Maria Cavalcanti, o grupo vai propor novos caminhos para gestão dos resíduos sólidos dessa vez em conjunto, entre Governo e municípios, para que cada um possa definir como pode contribuir para resolver os conflitos existentes no convênio – que desde 2011 vem sendo renovado e aditivado sem nada ter sido executado – para implantação dos aterros sanitários de Caicó e Pau dos Ferros. “É essencial que os prefeitos se posicionem e mostrem em que é possível os consórcios apoiarem nesta iniciativa sobretudo diante do momento de dificuldade financeira que o Estado atravessa. Precisamos ter resultados definitivos na aplicação desse investimento tão importante que reúne 25 municípios do consórcio Seridó e 44 cidades no do Alto Oeste”, acrescentou.

Aldemir Freire (Seplan) explicou acerca das primeiras diretrizes: “Inicialmente constituímos o núcleo de trabalho para discutirmos as parcerias no futuro. Mas já acordamos que vamos fazer um estudo de impacto ambiental do terreno do Alto Oeste, no qual o Governo vai arcar com metade dos custos e os municípios com a outra parte.” Além disso, ele afirmou que o Estado se comprometeu em fazer uma contrapartida de R$ 2 milhões para que os consórcios do Alto Oeste e Seridó consigam recursos, de uma emenda federal do orçamento da Funasa, na ordem de R$ 20 milhões para execução das obras.

Brasília - Alunas do Centro de Ensino Fundamental 25, em Ceilândia, são vacinadas contra o papiloma vírus humano - HPV (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Agência Brasil – As notícias falsas, chamadas fake news, são empecilho para o aumento da cobertura vacinal do HPV, de acordo com o Ministério da Saúde. Para ampliar o número de adolescentes vacinados e esclarecer a importância da vacina, a pasta quer aproveitar o início das aulas nas escolas para conscientizar jovens e responsáveis. A recomendação é que eles estejam atentos à atualização da caderneta de vacinação.

O problema das fake news não é apenas do Brasil. No início do mês, o Centro Internacional de Pesquisas sobre o Câncer (CIIC) vinculado à Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgou um comunicado alertando para o problema e afirmando que a vacina é segura e indispensável para eliminar o câncer de colo do útero.

O HPV é uma doença transmitida pelo papiloma, vírus humano que causa cânceres e verrugas genitais, atingindo meninos e meninas. A vacina só é administrada na adolescência, daí a importância da conscientização.

“O reinício do período escolar é um momento importante para que pais e filhos fiquem atentos à atualização da caderneta de vacinação. A medida evita a ocorrência de doenças entre os adolescentes”, diz o ministério. A pasta esclarece que os falsos rumores são um dos fatores que impedem uma maior cobertura vacinal. Outro fator é que muitos acreditam que não precisam da vacina.

Cobertura

As doses da vacina são ofertadas pelo Ministério da Saúde, durante todo o ano, nas Unidades Básicas de Saúde do Sistema Único de Saúde (SUS). A vacina é voltada para meninas com idade entre 9 e 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. Eles devem tomar duas doses, com intervalo de seis meses entre elas.

A meta do ministério é vacinar, com as duas doses, 80% dos adolescentes, tanto meninas quanto meninos.

De acordo com a pasta, entre 2014 e 2018, foram vacinadas na faixa etária de 9 a 14 anos, 5,9 milhões de meninas com a segunda dose da vacina, o que representa 49,9% do público-alvo. Em relação à primeira dose, a cobertura vacinal nas meninas é de 70,3%. Já entre os meninos, a cobertura é de 20,1% do público-alvo.

Saúde na Escola

O levantamento Saúde Brasil 2018, do Ministério da Saúde, mostra que a infecção por HPV acomete pessoas de todas as condições sociais, sem distinção. A infecção é transmitida sexualmente ou por contato pele a pele.

O levantamento aponta que a prevalência do HPV no Brasil foi de 53,6%, sendo o HPV de alto risco para o desenvolvimento de câncer presente em 35,2%. O estudo avaliou 7.693 pessoas sexualmente ativas entre 16 e 25 anos.

O Programa Saúde na Escola (PSE), desenvolvido pelos Ministérios da Saúde e da Educação, é uma das iniciativas do governo para incentivar a vacinação dos estudantes. O prazo para os municípios aderirem ao programa vai até o dia 28 deste mês.

 

Alguns vereadores têm evitado comentar ou discutir o cenário que começou a ser desenhado para a disputa eleitoral de 2020 em Macaíba. Quando se trata da disputa pelo Palácio Auta de Souza alguns edis afirmam  “muito cedo para tratar disso” ou “não é o momento”.

Ao menos três vereadores não querem discutir o assunto este ano, só em 2020 com toda conjuntura posta.

Delegacia Especial de Defesa da Criança e do Adolescente (DCA) de Natal ouviu as testemunhas  — Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi

Foto: Acson Freitas/Inter TV Cabugi

É destaque no G1 RN

A mulher que foi presa suspeita de torturar seus dois filhos de três e quatro anos de idade em Natal teve a prisão convertida em internação em uma clínica de tratamento psiquiátrico. A decisão da Justiça aconteceu na audiência de custódia realizada nesta sexta-feira (12).

De acordo com o advogado da mulher, Jonas Antunes, ficou comprovado na audiência que ela estava em estado de surto. “Ela, inclusive, estava afastada do trabalho por problemas psiquiátricos”, acrescentou Antunes. A defesa mostrou à Justiça laudos médicos que comprovaram o quadro clínico.

De acordo com a Polícia Civil, ela enviou vídeos ao ex-companheiro, em que aparecia agredindo às crianças. O último foi nesta quarta-feira (10), quando a mulher foi detida em casa, no bairro Neópolis, na Zona Sul da capital.

De acordo com a Delegacia Especializada em Defesa da Criança e do Adolescente (DCA), que realizou a prisão, o casal está separado há duas semanas.

Nos últimos dias, entretanto, a mulher teria começado a mandar mensagens e vídeos para o homem, em que aparecia realizando tortura psicológica e agredindo as crianças. Ela ameaçava continuar as agressões caso o homem não voltasse para casa.

O pai das crianças procurou a delegacia e denunciou o caso. Como o último vídeo era desta quarta-feira (10), a mãe foi presa em flagrante, pelos agentes da DCA, que foram até a sua casa à noite.

A Cosern comunica que, para realizar serviços de melhoria na rede elétrica, será necessário interromper temporariamente o fornecimento no domingo, 14, das 08h30 às 13h30, no bairro Distrito Industrial, Avenida Adriana Barros de Oliveira; Rua Flor de Liz, e na terça-feira, 23, das 14h30 às 17h, no bairro Mangabeira, Rua São Lucas.

Caso os serviços sejam realizados antes do horário previsto, a rede será energizada sem aviso prévio.

Fique atento: a Cosern sempre avisa antecipadamente quando precisa realizar desligamento programado na rede elétrica.

· Em caso de falta de energia, a Cosern orienta:

· Enviar um SMS para 26560, informando apenas o número da sua conta contrato. Para facilitar, salve-a no bloco de notas do seu smartphone; ou

· Telefonar para o 116.

Resultado de imagem para Dez militares são presos após ação do Exército que fuzilou carro de família no Rio com mais de 80 tiros

Agência Brasil – O ministro do Superior Tribunal Militar (STM) e general de Exército Lúcio Mário de Barros Goes decidiu ontem (12) manter a prisão preventiva de nove militares acusados de atirar contra um carro, matar um homem e ferir duas pessoas, no Rio de Janeiro, no domingo (7).

O magistrado entendeu que não há irregularidades na decisão da Justiça Militar no Rio que determinou a prisão dos integrantes do Exército, que faziam o patrulhamento da localidade. “Destacou a referida autoridade judiciária que, no caso em tela, foram desrespeitadas as regras de engajamento que devem pautar a atuação dos militares, o que culminou na prática delitiva”, afirmou.

Operação

O músico Evaldo dos Santos Rosa foi morto em uma operação do Exército, em Guadalupe, na zona oeste da cidade. O carro em que estava a família foi atingido por mais de 80 tiros disparados pelos militares. Evaldo, a mulher, o filho de 7 anos, o sogro e uma amiga da família estavam indo para um chá de bebê.

O músico foi atingido por três tiros e morreu na hora. O sogro, Sérgio Gonçalves de Araújo, recebeu um tiro nas costas e outro no glúteo. Os tiros atingiram também um homem que tentava socorrer a família.

Segundo a viúva de Evaldo, Luciana Nogueira, não houve confronto, e os tiros começaram assim que o carro da família entrou na rua.

Defesa

A previsão é que a análise definitiva do habeas corpus seja feita pelo STM, na próxima semana.

A defesa acredita na concessão do HC. O advogado Paulo Henrique Pinto de Mello, representante dos militares, argumenta que a pena do crime pelo qual estão presos é de no máximo seis meses de detenção. Eles são acusados de infringir o Artigo 324 do Código Penal Militar, que trata do descumprimento de lei, regulamento ou instrução.

Acusação

O Ministério Público, durante a audiência de custódia na última quarta-feira, pediu a inclusão no processo dos artigos de homicídio doloso e tentativa de homicídio, sob argumento de que as regras sobre ação dos militares impõem restrições, como só atirar em oponentes claramente identificados e em membros inferiores.

O procurador Luciano Moreira Gorrilhas disse que é “inafastável” que os fatos tratam, em tese, de homicídio doloso e tentativa de homicídio.

* Colaborou Isabela Vieira, do Rio de Janeiro

 

O Instituto Santos Dumont (ISD) promove palestra e workshop abordando o tema “Inovação na Saúde”, conduzido por Emmeline Lucena, Gerente Regional no Brasil da empresa Techstars.

As inscrições podem ser feitas gratuitamente no seguinte formulário: http://bit.ly/workshop-inovacao-saude-isd

Essa atividade é destinada a qualquer interessado na temática da inovação em saúde e é organizada pelo ISD, por meio do Programa de Pós-Graduação em Neuroengenharia e da Residência Multiprofissional no Cuidado à Saúde da Pessoa com Deficiência.

Dúvidas podem ser esclarecidas via e-mail: eventos@isd.org.br

Workshop “Inovação na Saúde”
Com: Emmeline Lucena (TechStars)

Data: 15/04/19

Hora: 8h30 às 12h

Local: Centro de Educação e Pesquisa em Saúde Anita Garibaldi – Auditório Paulo Freire

Endereço: Rodovia RN 160, Km 1,5, nº 2010 (próximo à UPA)
Distrito de Jundiaí – Macaíba / RN
CEP 59280 – 970

Como chegar com partida de Natal: https://goo.gl/maps/Qq5B14kk7Jt

No Twitter, a deputada estadual Janaina Paschoal (PSL/SP) criticou seu próprio partido e posicionou-se contra a mudança no nome da sigla. Atualmente o PSL (Partido Social Liberal) analisa tirar o “social” e substituir pela palavra conservador, ficando PCL. Janaina é contra a mudança e afirmou que “o partido está cada vez mais parecido com o PT”.