Arquivo diário: domingo, abril 7, 2019

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte vem a público lamentar o falecimento neste domingo (7) da pequena Brunninha, uma criança cardiopata de apenas 7 anos que emocionou todo o Rio Grande do Norte. Nos solidarizamos com toda família; amigos; equipe médica; a Associação dos Amigos do Coração (Amico); a Central de Transplantes do RN e todos que se envolveram na luta pela vida.

Brunninha é um exemplo de amor ao próximo; de solidariedade e cidadania.

Com pesar, em nome dos servidores do legislativo; dos deputados estaduais e do presidente, Ezequiel Ferreira, a Assembleia Legislativa presta solidariedade a todos e lamenta a despedida tão precoce.

*Palácio José Augusto*
_Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte_

A menina Brunna Silveira Lopes, a “Brunninha”, de 7 anos, que ficou conhecida por conseguir unir toda a população em torno de um transplante que ela tanto precisava infelizmente não resistiu e faleceu no final da tarde de hoje.

Na madrugada da última quinta-feira (4) ela recebeu um novo coração em uma operação realizada no Instituto de Medicina Integral Fernando Figueira (Imip), na área central do Recife. Durante a noite da mesma quinta-feira, ela precisou ser submetida a uma nova cirurgia para conter um sangramento. Apesar do estado grave, ela vinha apresentando melhoras com o transplante. Só que no final da tarde de hoje ela teve uma parada cardíaca e não resistiu.

Notícia triste que abala a todos que se uniram em torno da esperança de vida dela. A família está toda reunida em Recife.

Blog do BG

Uma loja de perfumes e confecções foi arrombada na madrugada deste domingo (07) no distrito de Cajazeiras, em Macaíba. Os criminosos danificaram a porta de rolo, depois quebraram a porta de vidro e logo em seguida adentraram no estabelecimento que fica localizado às margens da BR-226.

Com informações da Connecttv

 

O Museu Solar Ferreiro Torto termina o primeiro trimestre do ano de 2019 com mais de 2,5 mil visitas. É o que revela as estatísticas informadas pelo secretário municipal de Cultura e Turismo, Marcelo Augusto Bezerra. Os números revelam o incremento no número de visitantes que o espaço que é um dos principais marcos históricos e culturais não só de Macaíba, mas de todo o Rio Grande do Norte, tem tido nos últimos anos.

Em 2017, por exemplo, pela primeira vez, o museu bateu pela primeira vez a marca de 10 mil visitas. No ano seguinte, foram mais de 12,4 mil. A maioria dessas visitas deve-se às caravanas escolares vindas de cidades vizinhas, incluindo a capital potiguar – Natal – e de diversas outras partes do Rio Grande do Norte, como o Seridó e a Região Oeste. Em seguida, vem o público da terceira idade. Outra parcela significativa é a dos profissionais de fotografia, relatou o secretário Marcelo.

Vale destacar que o Solar Ferreiro Torto mantém uma parceria o 138º grupo de escoteiros Augusto Severo para ajudar na manutenção do ambiente e na orientação aos visitantes.

Neste domingo (07), fez um ano que o ex-presidente Lula está preso na sede da Polícia Federal em Curitiba/PR. A manhã foi marcada por manifestações em frente ao prédio da PF, o ex-candidato a presidente Fernando Haddad e a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, lideraram o ato.

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

Pesquisa Datafolha divulgada neste domingo (7) pelo jornal “Folha de S.Paulo” mostra os seguintes percentuais de avaliação do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL):

  • Ótimo/bom: 32%
  • Regular: 33%
  • Ruim/péssimo: 30%
  • Não sabe/não respondeu: 4%

A pesquisa ouviu 2.086 pessoas com mais de 16 anos, em 130 municípios, nos dias 2 e 3 abril. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

G1 

A governadora Fátima Bezerra participou neste sábado, 06, na Universidade de Harvard, em Boston, nos Estados Unidos da América, da Brazil Conference at Harvard & MIT. A governadora, a convite do evento, debateu o tema “Caminhos para uma educação pública de qualidade”.

Além de Fátima Bezerra, a conferência reuniu o ex-secretário executivo do Ministério da Educação e Cultura, Luiz Antonio Tozi, Débora Garofalo, professora paulista que desenvolveu método de ensino de tecnologia com equipamentos coletados no lixo e Paula Lozano, professora de Harvard/Stanford e da universidade Diego Portales, no Chile,  com mediação de Julia Callegari.

Os debatedores criticaram a indefinição das prioridades para a educação no Brasil para 2019 e os desacertos na equipe nomeada para a gestão do MEC que em apenas três meses sofreu 14 substituições.

A governadora do RN, questionada sobre o papel do MEC, afirmou que “é exercer a articulação junto aos estados e municípios para a execução de uma política educacional em sintonia com o Plano Nacional de Educação, que está ameaçado. As ameaças começaram com a emenda 95 que limitou os gastos nas áreas sociais à inflação do ano anterior. Isso praticamente congela os gastos nas áreas sociais por 20 anos. Educação não pode ser encarada como gasto, mas sim como investimento”.

Fátima Bezerra também considerou ameaça à educação pública o anúncio do Ministro da Economia, Paulo Guedes, de enviar ao Congresso Nacional proposta de emenda à Constituição para desvincular as receitas gerais da União. “A desvinculação geral das receitas orçamentárias vai de encontro ao que existe hoje quando 25% de tudo que é arrecadado pelos estados e municípios tem que ser destinado à educação”.

Ela explicou que, com os demais governadores dos estados do Nordeste, vai propor junto a todos os governadores do Brasil a discussão sobre o novo Fundeb – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica, criado em 2006 e que termina em 2020. “Dia 23 próximo, em Brasília, teremos nova reunião do fórum dos governadores do Brasil, ocasião na qual vamos apresentar proposta para o novo Fundeb, sem prazo de validade, fazendo com que ele se constitua em uma política de estado permanente”, explicou a governadora do RN.

Fátima também considerou importante ampliar a participação financeira do governo federal junto aos estados e municípios. “No caso do Fundeb, hoje o governo federal entra com apenas 0,2% do PIB, o que dá um montante de R$ 14 bilhões. Isso é insuficiente diante das demandas que nós temos dos planos estaduais e municipais de educação”.

Ler mais…

Agência Brasil – A semana na Câmara dos Deputados começará com a expectativa da leitura do parecer do relator da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), deputado Marcelo Freitas (PSL-MG). Ele vai apresentar seu relatório sobre a constitucionalidade da proposta de emenda à Constituição (PEC 6/19) nesta terça-feira (9).

Na última quinta-feira (4), ao chegar ao Palácio do Planalto para acompanhar as reuniões do presidente Jair Bolsonaro com dirigentes de partidos políticos, Freitas afirmou que a proposta será aprovada no colegiado. “Nós vamos passar na CCJ com certeza”, disse. Segundo ele, o relatório está quase pronto e terá entre 20 e 25 páginas. A votação do texto deverá ocorrer na semana que vem, no dia 17.

Freitas afirmou ainda que manterá na íntegra o texto enviado pelo governo federal, sem as prováveis alterações nas novas regras propostas para o pagamento do Benefício de Prestação Continuada (BPC) e na aposentadoria rural. Os dois itens, segundo o próprio presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), deverão ser excluídos pelos deputados ao longo da tramitação, pois não há consenso.

A CCJ da Câmara é a porta de entrada da reforma da Previdência no Legislativo. A comissão analisará se a proposta está em conformidade com a Constituição. Depois, o texto segue para discussão em comissão especial e, se aprovado, será votado pelo plenário. Para ser aprovada, a medida precisa de apoio de dois terços dos deputados por se tratar de PEC. Dessa forma, precisa ser aprovada por 308 deputados, em dois turnos de votação, para seguir para o Senado.