Arquivo diário: quinta-feira, novembro 8, 2018

Um dia diferente para os estudantes da Escola de Música de Macaíba. Na manhã desta quinta-feira (08), dezesseis estudantes do projeto social macaibense estiveram nos estúdios da Escola de Música da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (EMUFRN) para realizar gravações individuais e em duetos, além de conhecer a sede da Escola.

O repertório das gravações foi composto de músicas folclóricas, canções da Música Popular Brasileira (MPB) e de autoria dos próprios alunos e alunas, interpretadas em vários instrumentos. De acordo com o diretor da Escola de Música do município, Lindenilson Moura, o objetivo da ação é incentivar o desenvolvimento das atividades na Escola macaibense, propiciando para os estudantes o conhecimento de ambientes e técnicas profissionais de música.

A ação conta com duas etapas, sendo que a segunda será realizada no próximo dia 12 de dezembro, quando aproximadamente 60 estudantes participarão da gravação do hino municipal de Macaíba e do Hino Nacional brasileiro em formação de orquestra de cordas e sopro, além de um conjunto de instrumentos elétricos.

Francisco Bruno, 22, morador de Lagoa Grande e aluno da Escola macaibense há três anos participou da manhã de gravações e destacou o trabalho realizado na Escola de Música e a manhã de gravação na universidade. “É uma experiência muito boa. Atualmente estou tocando trompete e é muito bom! Aprendi a ler partitura, os professores são ótimos. Agradeço de verdade pela Escola de Música. A experiência que tive no estúdio da UFRN foi muito boa. Gratidão mesmo.”, afirmou.

Assecom

Nesta quinta-feira (08), um homem ainda não identificado foi assassinado  nas margens da BR-226, em Macaíba. O homem teria tentando tomar de assalto um carro tipo Hilux juntamente com outros homens. A investida acabou não dando certo. Ainda não foi confirmado se os tiros efetuados contra o assaltante foi disparo pelo motorista do veículo ou por outra pessoa.

A Polícia Militar realizou buscas na região na tentativa de encontrar o restante dos assaltantes, mas até este momento não obteve êxito.

Um homem foi morto a tiros no começo da noite desta quarta-feira (07), nas proximidades de Macaíba na Grande Natal, após participar de um arrastão no município de Bom Jesus, localizado a 54 km da capital do estado.

O corpo foi encontrado por motoristas nas margens da BR-226 no início da Reta Tabajara. Uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi a primeira a chegar ao local e realizou o isolamento da área para a Polícia Militar (PM).

Segundo informações repassadas pela PM, o homem morto e mais dois comparsas teriam participado de um arrastão em uma praça de Bom Jesus. Após o crime, os três foram seguidos pelos populares e na rodovia federal tiros foram disparados contra os criminosos.

Um deles, que seria o garupa da motocicleta foi atingido nas costas e morreu na hora. Já seu comparsa conseguiu fugir. Ao lado do corpo estava um aparelho de som que fora roubado no assalto.

Ler mais…

Nesta última quarta-feira (07), o Senado Federal votou o projeto de reajuste salarial dos ministros do Supremo Tribunal Federal. Os senadores Garibaldi Alves (MDB) e José Agripino (DEM) votaram a favor do aumento, a senadora Fátima Bezerra (PT) votou contra.

Com aprovação do reajuste o salário de um ministro deixará de ser R$ 33,7 mil para R$ 39 mil.

Por Rômulo Estânrley (via Facebook)

Os estudantes Marlon Gabriel Nascimento da Silva e Lara Cecília, da Escola Estadual em Tempo Integral Alfredo Mesquita Filho, participaram do 21º Encontro Nacional de Astronomia – ENAST, realizado de 1º a 4 de novembro de 2018, no IFRN.

A dupla, que é concluinte da 3ª série do Ensino Médio, apresentou um banner das atividades de astronomia desenvolvidas na escola de Macaíba, na disciplina de Física, cuja professora é Radma Almeida, que curiosamente faz parte da comissão organizadora do evento.

O 21º ENAST reuniu cerca de 300 pessoas, entre astrônomos profissionais, amadores, entusiastas, estudantes e educadores com objetivo de compartilhar experiências e pesquisas para o desenvolvimento e difusão da astronomia no Brasil. Na foto, os alunos estão ladeados por Radma Almeida e Ricardo José Vaz Tolentino, que falou sobre a importância da observação lunar.

Segundo a professora, o próximo evento será em Sobral, para celebrar o centenário do eclipse ocorrido naquela cidade.
Na programação houve palestras de astrônomos renomados, apresentação de trabalhos de diversas instituições do país, além de oficinas, minicursos, exposição de pôsteres, astrofotografias, instrumentos, observações telescópicas, apresentações artísticas, dentre outros.

Os ENASTs são realizados anualmente desde 1998, sempre no mês de novembro, com organização de comissões locais, compostas por grupos e associações de astrônomos, e com apoio de um conselho nacional. Com isso, tem se consolidado como um importante meio de divulgação da astronomia, possibilitando o acesso da população em geral ao conhecimento científico, além de servir como fórum de discussão de assuntos de interesse da comunidade científica.

Esta edição do evento, realizada no Campus Natal-Central do IFRN, é organizada pela Associação Norte-rio-grandense de Astronomia (ANRA), e conta com o apoio da BRAMON (Brazilian Meteor Observation Network), do Instituto Reis Magos, da Associação de Servidores do IFRN (ASIFRN), além da colaboração de diversas outras entidades como a CLBI, AEB, UFRPE, Parque da Cidade, Natal Convention Bureau, Zenite e Planetary Society.

Por Rômulo Estânrley (via Facebook)

Resultado de imagem para boleto

 

Agência Brasil – A partir do próximo sábado (10), boletos vencidos poderão ser pagos em qualquer banco ou correspondente e não apenas na instituição financeira em que foram emitidos.

Isso será possível com a conclusão da implementação da Nova Plataforma de Cobrança (NPC), sistema desenvolvido pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) em parceria com os bancos.

Na última fase do processo, passa a ser obrigatório o cadastramento de títulos referentes a faturas de cartão de crédito e doações no novo sistema.

Segundo a Febraban, além da praticidade, a implementação da NPC torna o processo de pagamento via boleto mais seguro, sem risco de fraudes.

Outra mudança diz respeito ao comprovante de pagamento, que será mais completo, apresentando todos os detalhes do boleto, (juros, multa, desconto, etc) e as informações do beneficiário e pagador.

O projeto da Nova Plataforma de Cobrança começou há quatro anos.

Desde 2016 ele vem incorporando na sua base de dados os boletos de pagamentos já dentro das normas exigidas pelo Banco Central, ou seja, com informações do CPF (Cadastro de Pessoa Física) ou CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) do emissor, data de vencimento e valor, além do nome e número do CPF ou CNPJ do pagador.

A deputada federal e futura ministra da Agricultura no governo de Jair Bolsonaro, Tereza Cristina,dá entrevista na saída de sua residência em Brasília.

Antonio Cruz/ Agência Brasil

Agência Brasil – Confirmada para o Ministério da Agricultura, a deputada federal Tereza Cristina (DEM-MS) afirmou hoje (8) como será o perfil da sua pasta. Segundo ela, os produtores esperam segurança jurídica, defesa da propriedade e um ministério “mais moderno”, incluindo aumento no número de acordos comerciais.

A deputada federal vai se encontrar ainda nesta quinta-feira com o presidente eleito Jair Bolsonaro. Na conversa, ela disse que pretende saber o “tamanho” que o Ministério da Agricultura terá, se vai agregar a pesca e a agricultura familiar, por exemplo.

Tereza Cristina pretende também encontrar-se com o atual ministro da Agricultura, Blairo Maggi, para ser informada de detalhes da área. “Hoje a agricultura e a agropecuária brasileiras são o nosso motor. É o carro-chefe da nossa economia, então temos de ver o que mais está faltando para que este motor seja mais acionado porque capacidade de produção, nossos produtores têm.”

A futura ministra avaliou que toda vez que o Brasil recebe “um chamamento” para produzir, o setor produtivo responde de forma “firme e acertiva”. “[Mas], é preciso ter mercado”, ponderou.

“Já produzimos suficiente para o nosso país com segurança, alimentos de qualidade, respeitando as regras. Temos um bom parque industrial, da agroindústria brasileira, e agora precisamos ver para onde podemos exportar e quais são os gargalos.”

Indústria de multas

Segundo Tereza Cristina, o Ministério da Agricultura deve se concentrar na produção sustentável e na redução do que chama de “indústria de multas”, repetindo a expressão utilizada com frequência pelo presidente eleito Jair Bolsonaro.

“Acabar com a indústria das multas, ter normas claras, ter um ambiente de negócios mais favorável. É o que o Brasil precisa para receber empreendimentos tanto externos quanto internos. Licenças serem mais ágeis não quer dizer perder segurança. Alguns processos precisam ser modernizados”, acrescentou.