Arquivo diário: segunda-feira, outubro 22, 2018

(Foto: Cícero Oliveira)

Nesta última sexta-feira (19) foi a vez da Escola Agrícola de Jundiaí receber a Caravana dos 60 anos da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Na Unidade Acadêmica Especializada em Ciências Agrárias, a programação teve início com a inauguração das novas instalações físicas da Diretoria e do prédio dos Cursos de Informática.

Em seguida, na Praça das Placas, foi realizada a Assembleia Universitária e a entrega de homenagens a personalidades que ajudaram a construir e desenvolver a unidade acadêmica. O encerramento das festividades, que contou com a presença de servidores (docentes e técnicos) e alunos, ficou por conta da Big Band Jerimum Jazz da Escola de Música da UFRN.

60 Anos

A UFRN foi criada em 25 de junho de 1958, por meio de lei estadual, nominada na época de Universidade do Rio Grande do Norte, sob o reitorado de Onofre Lopes. Instalada em 21 de março de 1959, em sessão solene no Teatro Alberto Maranhão, a instituição foi formada a partir da conjunção das faculdades de Farmácia, Odontologia, Direito, Medicina, Filosofia e a Escola de Serviço Social. A federalização ocorreu no dia 18 de dezembro de 1960, passando a ser chamada de Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Hoje a UFRN figura entre as melhores instituições de ensino superior do Brasil, ofertando educação em todos os níveis. São 116 cursos de graduação, sendo 106 presenciais e 10 a distância. A pós-graduação “stricto sensu” oferta 86 cursos de mestrado e 41 de doutorado, já na pós “lato sensu” contabilizam-se 45 residências e 68 especializações e residências não-médicas. Além desses, oferta, aproximadamente, 23 cursos de nível médio e técnico.

*Com informações da Ascom Reitoria

O candidato da Rede à Presidência da República, Marina Silva, participa de debate sobre agricultura promovido pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e pelo Conselho do Agro.

Valter Campanato/Arquivo/Agência Brasil

Agência Brasil – Candidata da Rede à Presidência da República no primeiro turno, a ex-ministra Marina Silva informou nesta segunda-feira (22) que dará “voto crítico” ao candidato do PT, Fernando Haddad. Após o primeiro turno, a Rede Sustentabilidade já havia recomendado aos filiados que não votassem em Jair Bolsonaro (PSL).

Ao embasar seu apoio, Marina afirmou que votará em Haddad porque este “não prega a extinção dos direitos”, nem a repressão aos movimentos. “A política democrática deve estar fortemente aliançada no respeito à Constituição e às instituições, exercida em um ambiente de cultura de paz e não violência”, disse.

“Outro motivo importante para a definição e declaração de meu voto é a minha consciência cristã, valor central em minha vida. Muitos parecem esquecer, mas Jesus foi severo em palavras e duro em atitudes com os que têm dificuldade de entender o mandamento máximo do amor.”, completou.

Críticas

Em texto divulgado pelas redes sociais, Marina ressaltou que a frente democrática e progressista defendida por Fernando Haddad não se mostrou capaz de inspirar uma aliança ou mesmo uma composição política. A ex-ministra destacou que alianças só são viáveis “em um ambiente de confiança em que, diante de inaceitáveis e inegáveis erros, a crítica é livre e a autocrítica é sincera.”

“Mantém o jogo do faz de conta do desespero eleitoral, segue firme no universo do marketing, sem que o candidato inspire-se na gravidade do momento para virar a própria mesa, fazer uma autocrítica corajosa e tentar ser o eixo de uma alternativa democrática verdadeira”, argumentou.

Por outro lado, Marina Silva criticou o projeto defendido por Jair Bolsonaro, que, segundo ela, “atenta contra o interesse da sociedade e o futuro do país”, além de promover “a incitação sistemática ao ódio, à violência, à discriminação”.

“[Há] risco imediato para três princípios fundamentais da minha prática política: primeiro, promete desmontar a estrutura de proteção ambiental conquistada ao longo de décadas, por gerações de ambientalistas, fazendo uso de argumentos grotescos, tecnicamente insustentáveis e desinformados. Chega ao absurdo de anunciar a incorporação do Ministério do Meio Ambiente ao Ministério da Agricultura”, afirmou. “É melhor prevenir. Crimes de lesa-humanidade não têm como se possa reparar”, completou.

Oposição democrática

Apesar de criticar os dois candidatos e assegurar que se manterá em “oposição, independentemente de quem seja o próximo presidente do Brasil”, Marina disse que seu posicionamento é “simbólico”, já que obteve votação inexpressiva no primeiro turno da eleição presidencial.

“Cada um de nós tem, em sua consciência, os valores que definem seu voto. Sei que, com apenas 1% de votação no primeiro turno, a importância de minha manifestação, numa lógica eleitoral restrita, é puramente simbólica. Mas é meu dever ético e político fazê-la”, afirmou.

“Darei um voto crítico e farei oposição democrática a uma pessoa que, ‘pelo menos’, e ainda bem, não prega a extinção dos direitos dos índios, a discriminação das minorias, a repressão aos movimentos, o aviltamento ainda maior das mulheres, negros e pobres, o fim da base legal e das estruturas da proteção ambiental, que é o professor Fernando Haddad”, concluiu.

Haddad

Após a divulgação do apoio deMarina, o presidenciável Fernando Haddad usou o Twitter para agradecer à ex-adversária.

“O voto de Marina Silva me honra por tudo que ela representa e pelas causas que defende. Nossa convivência como ministros foi extremamente produtiva e até hoje compartilhamos amizades de brasileiros devotados à causa pública. Esse reencontro democrático me enche de orgulho”, afirmou Haddad.

Na tarde desta segunda-feira (22), o senador eleito capitão Styvenson publicou um vídeo no Facebook afirmando que sua conta no Instagram foi denunciada por um outro perfil  que utiliza seu nome na rede social. O capitão pede aos internautas que denunciem o perfil falso.

Por favor, reportem o fake com selo de original: instagram.com/capitaostyvenson

Posted by Capitão Styvenson on Monday, October 22, 2018

IFRN conquista o maior número de medalhas dos Jogos dos Institutos Federais 2018

IFRN

No último dia de competições dos Jogos dos Institutos Federais, o IFRN disputou finais em três modalidades: basquete feminino, vôlei de praia e vôlei de quadra masculino. Em todas elas, depois de disputas emocionantes, os representantes potiguares saíram vitoriosos. Os três ouros conquistados foram fundamentais para que Instituição se despedisse do evento como a detentora do maior número de premiações dentre as 34 escolas e institutos participantes.

Além dos primeiros lugares, a delegação norte-riograndense também trouxe medalhas no judô (8 medalhas), xadrez (bronze), vôlei de quadra feminino (bronze), natação (12 medalhas) e tênis de mesa feminino (prata). Ao todo, foram 34 medalhas, sendo 8 de ouro, 11 de prata e 15 de bronze, superando, em quantidade, o Colégio Pedro II, o grande campeão dos JIFs, que encerrou sua participação com 32, sendo 21 de ouro, 7 de prata e 4 de bronze.

 

Pesquisa MDA encomendada pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) nesta segunda-feira (22) aponta o candidato Jair Bolsonaro na liderança no segundo turno. A pesquisa ouviu 2.002 pessoas em 20 e 21 de outubro, em 137 municípios de 25 unidades da federação. Ela está registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número BR-00346/2018 e tem nível de confiança de 95%.

Pesquisa estimulada

Jair Bolsonaro 48,8%

Fernando Hadadd 36,7%

Branco/Nulo: 11,0%

Indeciso: 3,5%

Resultado de imagem para br 304 a noite

Na madrugada desta segunda-feira (22), um ônibus de turismo foi assaltado quando trafegava pela BR-304, em Macaíba. O veículo que saiu do Ceará com destino a Pernambuco foi interceptado por quatro criminosos por volta das 3h. De acordo com informações do Boletim Policial RN, além do motorista, 12 passageiros foram vítimas dos criminosos e tiveram seus pertences roubados.

Resultado de imagem para fátima bezerra

A coligação Do Lado Certo, da candidata Fátima Bezerra (PT), ganhou, neste domingo (21), mais uma ação judicial a respeito de fake news divulgadas pelo adversário Carlos Eduardo Alves (PDT). A petista obteve direito de resposta sobre a declaração falsa de que estaria sendo apoiada por Robinson Faria (PSD). A decisão do Tribunal Regional Eleitoral do RN (TRE-RN), além de conceder um minuto de espaço na propaganda eleitoral adversária, determina que Carlos Eduardo Alves retire imediatamente o trecho da propaganda em que fala do suposto apoio. Em caso de descumprimento, a multa diária se aplica no valor de R$ 3 mil.

O candidato do PDT alega o apoio e ainda utiliza recursos gráficos que manipulam a informação, levando ao eleitor uma ideia equivocada. De acordo com a decisão, a veiculação cria “no eleitorado uma vinculação política entre a candidata Representante e o atual Governador do Estado, Robinson Faria, vinculação esta que, de fato, não se extrai das manifestações proferidas por ambos em discursos, mídias sociais e outros veículos de comunicação social”. O TRE-RN justifica, ainda, que, “ao contrário, conforme bem apontado na exordial, o atual Governador do Estado, ao não lograr êxito na disputa pela reeleição foi a público e expressamente se declarou neutro em relação aos candidatos que estão disputando o 2º Turno para o cargo de Governador nas Eleições 2018”. “Com uma campanha limpa e propositiva, repudiamos qualquer tipo de declaração falsa nestas eleições. Por isso, estamos indo à Justiça para que a verdade prevaleça”, avaliou Fátima. “Estamos na última semana de campanha e precisamos mostrar ao povo do Estado o nosso projeto para retomar a economia e o crescimento e garantir direitos a quem mais precisa”, completou.

Homem foi baleado enquanto pilotava moto e bateu contra muro, em Natal — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

A vítima foi identificada como Pablo Angelo da Silva, de 22 anos. Ele passava pela rua Salvador, quando criminosos que estavam em outra moto dispararam algumas vezes. Testemunhas preferiram não dar entrevista

Após a batida, parte do muro desabou. O corpo do homem ficou dentro de um terreno baldio, de onde foi recolhido pelo Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep).

De acordo com a família, Pablo era usuário de drogas e já tinha sofrido uma tentativa de assassinato cerca de dois anos atrás. Ele tinha um filho pequeno e morava com a mãe próximo ao local onde aconteceu o crime.

A Polícia Civil deverá usar imagens de câmeras de segurança de um estabelecimento próximo para identificar os suspeitos. Ninguém foi preso até o momento.

Informações do G1 RN

O Governo do Rio Grande do Norte publicou no Diário Oficial do Estado, no último sábado, 20, a convocação de 110 professores para compor o quadro efetivo da rede estadual de ensino. Esta é a quarta convocação do ano referente ao concurso do edital 001/2015.

Os convocados atendem as necessidades das disciplinas de língua portuguesa, matemática, língua espanhola, língua inglesa, química, física, educação física, ciências biológicas, filosofia, sociologia, arte, música, ensino religioso, história, geografia, além de pedagogia para educação especial, pedagogia para anos iniciais e especialistas de educação para suporte pedagógico.

As cidades de Natal, Parnamirim, Mossoró, Nova Cruz, Santa Cruz, Caicó, Umarizal, Macau, São Paulo do Potengi, Ceará Mirim, Currais Novos, Assu, Apodi, Pau dos Ferros e Angicos receberão nos próximos dias professores nas áreas que necessitam. Para conferir a lista de convocados e os documentos necessários para convocação, é só acessar o site do Diário Oficial e seguir o passo-a-passo: poder executivo – governadoria – atos.