Arquivo diário: sábado, outubro 20, 2018

O médico e deputado estadual eleito Bernardo Amorim (Avante), passa a apoiar apoiar o ex-prefeito de Natal, Carlos Eduardo (PDT) para governador.

Com 42.049 votos, Dr. Bernardo conquistou seu primeiro mandato na Assembleia Legislativa e tem forte atuação política no Médio Oeste potiguar. A decisão foi anunciada nesta sexta-feira (19).

Foto: Francisco Costa

De acordo com o Portal Agora RN , o capitão da Polícia Militar Styvenson Valentin anunciou, em entrevista à Radio 95FM, que vai surpreender os pessimistas quando assumir o Senado da República a partir do próximo ano. Eleito com 745.827 votos, Styvenson disse que já voltou às suas atividades normais – a de capitão da Polícia Militar. Questionado sobre em quem vai votar para presidente e governador, ele manteve-se “neutro”, afirmando que seu voto é secreto.

Tido como arrogante para alguns, antipático para outros, Styvenson disse que a realidade não é bem assim, do contrário não teria sido eleito senador mais votado. Para ele, o que motivou sua eleição foi o desejo de mudança da população. Ele aproveitou a entrevista e agradeceu pela grande quantidade de votos e lembrou que durante a campanha – muitas vezes – teve as portas dos meios de comunicação fechados. “Tinha prefeito que não vinha me receber, mas eu não fui atrás deles. Estava fazendo minha campanha e a cidade não é do prefeito, é de quem mora nela”, disse o capitão senador.

Carta de Benes Leocádio

É com profundo respeito que me dirijo a vocês, eleitores e famílias que me deram o honroso voto de confiança e me fizeram deputado federal eleito.

Minhas convicções, sonhos e compromissos assumidos com o povo do Rio Grande do Norte estão intactos.

Fui eleito para legislar e representá-los na Câmara Federal, onde serei liderado de vocês e instrumento da vontade da maioria.

Peço que não façam julgamentos antecipados da nossa atuação nessa trincheira de luta para a qual me delegaram tão nobre missão.

Em Brasília, defenderemos propostas duras de combate à insegurança, entre elas a redução da maioridade penal. Algumas das nossas ideias estão alinhadas inclusive com o que pensa o futuro presidente da República, Jair Bolsonaro, em quem já declarei meu voto.

Lamento a exploração do nosso sofrimento associando a perda trágica do meu filho à qualquer decisão política tomada. É uma exposição acéfala, que reflete o triunfo da intolerância sobre o diálogo e a compreensão.

A decisão política do nosso grupo é estadual. E não vai interferir nos nossos propósitos de atuação no Congresso.

É importante ainda destacar que tanto o PT de Fátima Bezerra como o PDT de Carlos Eduardo posicionam-se nacionalmente contra a redução da maioridade penal. Olhando por este viés, como muitos estão analisando, seria Benes Leocádio forçado a cruzar os braços na eleição estadual?

Não! Eu sou homem de posições.

Quem me conhece sabe que faço política com correção, lealdade e respeito à decisão da maioria.

Sou parte de um grupo político que, democraticamente, decidiu apoiar Fátima para governadora do RN.

Não poderia agir diferente neste momento.

Mas não sou o dono da verdade.

Inclusive, me dirijo especialmente a todos vocês que estão demonstrando insatisfação: Estou escutando e refletindo, com serenidade, todas as opiniões, críticas e até ataques sofridos.

Acima de tudo, eu respeito quem pensa diferente de mim.

Reitero o pedido para que não façam julgamentos antecipados.

Fiquem com Deus.

Um abraço e muito obrigado !

Benes Leocádio