Arquivo diário: domingo, outubro 7, 2018

Com 99,773% das urnas apuradas, saiba quem foram os eleitos para Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. Por ordem de maior votação segue  abaixo lista dos eleitos.

Ezequiel Ferreira (PSDB)

Gustavo Carvalho (PSDB)

Dr. Bernando (Avante)

Nelter Queiroz (MDB)

Tomba Farias (PSDB)

Hermano Morais (MDB)

George Soares (PR)

Galeno Torquato (PSD)

Cristiane Dantas (PPL)

Kelps Lima (SD)

Getúlio Rêgo (DEM)

Isolda Dantas (PT)

Vivaldo Costa (PSD)

Raimundo Fernandes (PSDB)

Kleber Rodrigues (Avante)

Albert Dickson (PROS)

Souza (PHS)

Coronel Azevedo (PSL)

José Dias (PSDB)

Francisco do PT (PT)

Eudiane Macedo (PTC)

Alisson Bezerra (SD)

Ubalde Fernandes (PTC)

Sandro Pimental (PSOL)

 

 

 

 

Com 99,57% das urnas apuradas, o Rio Grande do Norte já tem o novo quadro de deputados federais eleitos para 2019 a 2022. Veja quem foram os oitos candidatos eleitos por ordem de maior votação.

Benes Leocádio (PTC)

Natalia Bonavides (PT)

Fernando Mineiro (PT)

João Maia (PR)

General Girão (PSL)

Rafael Motta (PSB)

Walter Alves (MDB)

Fábio Faria (PSD)

 

G1 – Os candidatos Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) decidirão no segundo turno quem será o presidente do Brasil pelos próximos quatro anos, segundo os dados de apuração do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgados na noite deste domingo (7).

Bolsonaro e Haddad disputam a Presidência pela primeira vez e foram os dois mais votados entre os 13 postulantes ao Palácio do Planalto.

Esta é a oitava eleição presidencial por meio do voto direto desde a redemocratização, no fim da década de 1980. O vencedor governará o Brasil de 1º de janeiro 2019 a 31 de dezembro de 2022.

O resultado do primeiro turno quebrou a polarização entre PT e PSDB na eleição presidencial. Nas últimas seis eleições, os dois primeiros colocados foram dos dois partidos, e houve duas vitórias do PSDB (1994 e 1998) e quatro do PT (2002, 2006, 2010 e 2014).

Com 97% das urnas apuradas, o Rio Grande do Norte elegeu para ocupar as duas vagas no Senado, o capitão Styvenson (Rede) e Zenaide Maia (PHS). O capitão da Rede obteve 25,86% dos votos, o que resultou em mais de 731 mil votos, Zenaide Maia obteve 22,59% dos votos, o que totaliza mais de 639 mil votos.