Arquivo diário: segunda-feira, outubro 1, 2018

Na quinta-feira (27/09), nos turnos matutino e vespertino, a Escola Agrícola de Jundiaí (EAJ/UFRN), na zona rural de Macaíba, foi sede do II Treinamento para Vacinadores de Animais, promovido pela Prefeitura de Macaíba, através da Secretaria Municipal da Agricultura da Pecuária e da Pesca (SEMAPE), com apoio do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do RN e da referida instituição escolar.

Com partes teórica e prática, o evento foi direcionado para agropecuaristas e associações comunitárias rurais. Segundo informações da Secretaria Municipal da Agricultura da Pecuária e da Pesca, foram mais de 50 inscritos.

O treinamento foi supervisionado e coordenado por Francisco Maia, secretário municipal e titular da SEMAPE; João Gomes, representante do Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte (IDIARN); professor João Inácio, representante da direção da EAJ/UFRN; e três veterinários especialistas.

Assecom

Divulgação/Blog da Marina Silva

A candidata da coligação REDE-PV à Presidência, Marina Silva, lançou em Teresina (PI), um programa para ajudar jovens de até 19 anos a concluir o Ensino Médio, evitando repetência e evasão. O Renda Jovem Estudante pagará os alunos por desempenho entre o primeiro e o terceiro ano, criando uma poupança para auxiliá-los a continuar os estudos ou a iniciar a vida profissional.

No Brasil, 40% dos jovens com 19 anos não conseguem concluir o Ensino Médio, segundo dados do IBGE . O combate à evasão escolar deve ser uma prioridade máxima de qualquer governo comprometido com o preparo dos jovens para o ingresso na vida adulta com a qualificação necessária para prosperarem.

A superação desse quadro crítico exigirá ações na própria escola, como a correta implementação da reforma do Ensino Médio, a inovação das práticas pedagógicas e a melhoria das condições e instalações das escolas brasileiras. Estas já são prioridades no programa de governo de Marina Silva e Eduardo Jorge.

Além disso, é necessário instituir ações que estimulem os jovens a concluírem com qualidade o Ensino Médio. Esta é a função do Renda Jovem Estudante.

Pelo programa, todo o jovem atendido pelo Bolsa Família que passar do 9o ano do ensino fundamental para o 1o ano do Ensino Médio receberá um depósito de R$ 500,00 em uma conta poupança específica, aberta em seu nome, em um banco público federal. Quando esse jovem passar do 1o para o 2º ano, receberá mais R$ 700,00; do 2o para o 3º ano, mais R$ 900,00; e, quando concluir o 3º ano, mais um depósito de R$ 1.100,00. Se esse jovem prestar o ENEM e obtiver mais do que 500 pontos em sua avaliação, receberá um depósito adicional de R$ 500,00.

Experiências semelhantes foram adotadas com sucesso no México e em Bogotá, na Colômbia, estimulando os jovens a se dedicar aos estudos e evitando a repetência ou evasão. No Brasil, isso foi feito nos Estados de Minas Gerais, Piauí e Rio de Janeiro. No caso fluminense, um estudo da PUC-Rio mostrou que o programa estadual, que pagava uma bolsa-poupança a alunos em extrema pobreza para cada ano concluído no Ensino Médio, foi capaz de reduzir significativamente a evasão escolar.

Além disso, ao concluir o Ensino Médio esses jovens terão em seu nome um valor de até R$ 3.700,00, mais os rendimentos financeiros, cuja evolução poderá ser acompanhada ao longo de todo o período, para investirem em sua vida profissional ou em estudos, caso sigam para a universidade. Será um forte estímulo ao empreendedorismo e ao aperfeiçoamento profissional.

Serão cerca de 2,6 milhões de jovens brasileiros entre 15 e 19 anos que terão esse apoio direto e decisivo a cada ano. Considerando o valor médio estimado de R$ 960,00 por aluno mais o custo de administração, o valor do programa será de aproximadamente R$ 2,5 bilhões, ou 8% dos valores atuais do Bolsa Família (R$ 28 bilhões).

“O Renda Jovem visa atacar ao mesmo tempo dois dos maiores problemas da educação no Brasil, a evasão e a repetência”, disse Marina Silva. “É uma maneira barata de apoiar jovens pobres numa fase crítica da vida, estimulando-os a entrar no mercado de trabalho ou a continuar estudando. Ele complementa as ações para que já desenhamos para a primeira infância, ajudando a superar o hiato de oportunidades que existe no país.”

Corpo carbonizado foi encontrado dentro do carro incendiado — Foto: PM/Divulgação

Foto: PM/Divulgação

Policiais Militares do 11º BPM encontraram na manhã deste último  sábado (29), na comunidade de Guanduba, em São Gonçalo do Amarante, um corpo carbonizado dentro de um carro incendiado. A vítima ainda não foi identificada oficialmente.

Em contato com o G1, o major Ivson Lima contou que as primeiras informações são de que dois homens estavam no carro, e que eles teriam ido na noite anterior a Macaíba para comprar drogas. Macaíba e São Gonçalo do Amarante são cidades vizinhas. Lá, os dois teriam sido feitos reféns por traficantes, sendo levados para Guanduba. No local, os dois teriam sido baleados e o carro incendiado.

“Também temos um relato de que um deles conseguiu sair rastejando e foi socorrido por moradores da região para o Hospital Regional Deoclécio Marques, em Parnamirim”, acrescentou o oficial.

Informações do G1 RN

O Governo do Estado dá continuidade ao pagamento dos salários de setembro do funcionalismo, iniciado na última sexta-feira. Na sexta (28) já receberam, dentro do mês trabalhado, os servidores da Educação, DETRAN, IPERN, IDEMA, JUCERN, DEI e ARSEP.

No próximo dia 06 recebem os servidores da área de segurança: SESED, SEJUC, PC, PM, CBM, ITEP e policiais do GAC e da Vice-Gov (ativos, reformados e pensionistas) e todos os servidores ativos da Saúde.

Na quarta (10) recebem ao longo do dia todos os demais servidores ativos e inativos das demais secretarias, totalizando 100% da folha de setembro paga.

O décimo-terceiro já foi pago para 85% dos servidores e o Governo trabalha para concluir até o final de outubro.

Mais de 1.200 crianças e adolescentes de 36 escolas de Macaíba participaram dos Jogos em duas categorias, dos 9 aos 11 anos e dos 12 aos 14 anos, nos dois gêneros (feminino e masculino). A premiação para os vencedores foi na última sexta-feira (28), no ginásio Edílson de Albuquerque Bezerra.

O prefeito Fernando Cunha e o secretário municipal de Esportes e Lazer, Flaubert Benício prestigiaram a entrega das medalhas. As modalidades disputadas nos JEMA’S foram Futsal, Futebol Society (Fut7), Vôlei, Xadrez, Capoeira, Atletismo, Handebol, Jiu-Jitsu, Ginástica Olímpica e Ginástica Rítmica. As sede das atividades foram a Vila Olímpica, o ginásio de Traíras e o ginásio Edílson Albuquerque Bezerra.

Assecom

Agência Brasil – Historicamente, a semana que antecede o primeiro turno das eleições gerais no Brasil tende a registrar um crescimento do número de denúncias por crimes eleitorais. Segundo a Polícia Federal (PF), isso se deve à intensificação da disputa pelo voto dos eleitores e exige um incremento da atuação da polícia judiciária eleitoral.

Segundo o delegado federal Thiago Borelli, coordenador-geral de Defesa Institucional da PF, cerca de 40% dos 1.660 procedimentos investigatórios instaurados durante o período eleitoral das últimas eleições gerais, em 2014, foram ajuizados na semana que antecedeu o primeiro turno.

Para dar maior agilidade e eficácia ao seu trabalho de Polícia Judiciária Eleitoral e aperfeiçoar o apoio à Justiça Eleitoral, a PF criou o Centro Integrado de Comando e Controle das Eleições 2018 (Cicce). O centro atuará com o apoio de 14 instituições e órgãos públicos federais de hoje (1) ao dia 8 e de 22 a 28. Funcionará de forma semelhante à já experimentada durante os grandes eventos ocorridos no Brasil entre os anos de 2013 a 2016, monitorando situações sob responsabilidade da PF em todo o país.

“O centro reúne diversos parceiros com a função de zelar para que a vontade do povo seja respeitada”, disse o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, destacando a importância de, a partir de hoje (1), os vários órgãos que cuidam do “bom transcurso das eleições” terem um centro de informações integradas. “A democracia é nosso bem maior e não podemos abrir mão dela de forma alguma”, acrescentou o ministro.

Entre os crimes eleitorais mais comuns às vésperas do primeiro turno estão o Caixa 2, ou seja, o uso de dinheiro não contabilizado na prestação de contas aos tribunais eleitorais; a boca de urna; a propaganda eleitoral fraudulenta; o transporte de eleitores e os crimes contra a honra (calúnia, injúria e difamação) de candidatos. Além desses, o próprio diretor-geral da PF, Rogério Galloro, admite que, em função do recente ataque ao candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL), este ano a PF redobrou o grau de atenção com a segurança dos candidatos.

“Esse pleito nos traz uma preocupação a mais, que é a segurança dos candidatos, já que tivemos um atentado contra um candidato”, disse Galloro ao se referir ao episódio em que Bolsonaro foi esfaqueado durante um comício em Juiz de Fora (MG), no início de setembro. Dos 13 candidatos que disputam a Presidência da República, apenas seis pediram proteção à PF.

Integração

Jungmann destacou que as autoridades públicas também estarão atentas à disseminação das chamadas fake news, informações mentirosas que, durante o processo eleitoral, é criada e divulgada com o objetivo de beneficiar determinados candidatos ou prejudicar seus concorrentes. “As fake news têm o efeito de turbar, de desinformar e criar situações prejudiciais até mesmo ao andamento das eleições”, disse Jungmann, esclarecendo que a PF também está monitorando as atuações de organizações criminosas que, eventualmente, possam tentar interferir no processo eleitoral.

Segundo o delegado federal Thiago Borelli, a instauração do centro integrado permitirá às autoridades a acompanhar, em tempo real, todos os crimes que estejam sendo investigados pela PF, principalmente os crimes eleitorais, reduzindo o tempo de resposta nos atendimentos às urgências e emergências.

“Essa integração nos dará uma visão macro [das situações], melhor resposta, com pronto atendimento [às demandas] e mais capacidade de subsidiar a Justiça Eleitoral e atender à sociedade”, complementou Borelli.

Reforço

Preocupados com a situação, superintendentes da PF no Amazonas, em Pernambuco e Roraima pediram reforço à Brasília, que deslocará policiais de outras unidades para esses estados. “Desde o início do ano estamos nos preparando para as eleições. Houve a difusão de diretrizes institucionais de atuação e investigação da PF. E ao apresentarem seus planos operacionais, essas três unidades requisitaram a necessidade de aumento do efetivo”, informou Borelli. O efetivo de reforço será distribuído pelos municípios que, em anos anteriores, apresentaram alta incidência de conflitos e crimes eleitorais.

Foto: Agora RN/José Aldenir

Neste domingo (30), manifestantes realizaram ato pró-Bolsonaro em Natal. O ato reuniu milhares de simpatizantes do candidato do PSL que disputa a presidência da República. Objetivo dos manifestantes foi realizar um ato em favor de Bolsonaro para contrapor o ato “EleNão” organizado por mulheres em todo o Brasil no último sábado (29).

Os manifestantes a favor de Bolsonaro realizaram o ato na avenida Salgado Filho, na lateral do shopping Midway Mall, onde um carro de som tocava o hino nacional. Logo em seguida os manifestantes saíram caminhando pela avenida no sentido Arena das Dunas.