Arquivo diário: sábado, janeiro 20, 2018

Na noite de ontem (19) foi registrado um assassinato na cidade de Parnamirim. De acordo com informações do Parnamirim Agora, por volta das 18hs, dois homens que, pela manhã, teriam roubado uma motocicleta, tentaram tomar outra na Rua José Paulo do Nascimento, Vale do Sol, quando um desconhecido passou pelo local e efetuou disparos contra os assaltantes.

Um morreu no local e o outro segundo suspeito foi socorrido com vida pelo Samu ao hospital Deoclécio Marques.

 

 

Zeca Ribeiro/Agência Câmara

Zeca Ribeiro/Agência Câmara

Agência Brasil – O Palácio do Planalto informou há pouco que a posse da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) como ministra do Trabalho será na próxima segunda-feira (22), às 9h. No início da tarde de hoje (20), Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu a decisão da 4ª Vara Federal de Niterói que impedia a posse de Cristiane como ministra. A decisão foi tomada pelo vice-presidente do tribunal, ministro Humberto Martins.

Por meio de nota, o STJ informou que, ao analisar o caso durante o recesso forense, o ministro Humberto Martins concordou com os argumentos da Advocacia-Geral da União (AGU) “no sentido de que condenações em processos trabalhistas não impedem a deputada de assumir o cargo, já que não há nenhum dispositivo legal com essa determinação”.

De acordo com o ministro, não existe no ordenamento jurídico norma que vede a nomeação de qualquer cidadão para exercer o cargo de ministro do Trabalho em razão de ter sofrido condenação trabalhista.

Edilson Rodrigues/Agência Senado

A administração pública pode deixar de pagar auxílio-moradia para parlamentares, ministros, juízes e membros do Ministério Público. Esse é o objetivo de uma proposta de emenda à Constituição apresentada pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) no final de 2017. Por ser considerado indenizatório, esse tipo de auxílio, que pode superar os R$ 4 mil, não é contabilizado no teto de remuneração do serviço público, de R$ 33,7 mil.

“Nada mais é, nos dias atuais, do que uma espécie de fraude e de ampliação irregular dos gastos públicos, bem como de aumento de privilégios daqueles agentes públicos que já têm remuneração muito acima da dos brasileiros comuns”, afirma Randolfe Rodrigues na justificativa da PEC. Para ele, esse pagamento é uma forma de burlar o teto remuneratório.

Randolfe classifica como ainda mais ofensivo à sociedade o fato de o auxílio-moradia para magistrados e integrantes do Ministério Público ter sido concedido pelos próprios órgãos as que eles pertencem, sem qualquer deliberação do Congresso Nacional.

De acordo com a PEC 41/2017, receberão um subsídio fixado em parcela única membros de Poder, detentores de mandato eletivo, ministros e secretários estaduais e municipais. O texto proíbe o acréscimo de qualquer gratificação, adicional, abono, prêmio, verba de representação ou outra espécie de remuneração, inclusive o auxílio-moradia ou equivalente.

Na justificativa do texto, que aguarda designação de relator na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), Randolfe lembrou que o fim do auxílio-moradia é uma demanda da sociedade. O fim desse pagamento é tema de  várias ideias legislativas apresentadas por cidadãos ao Senado, por meio do portal e-Cidadania. As ideias que conseguem 20 mil apoiadores passam a ser analisadas como sugestões legislativas pela Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH).

Uma dessas ideias que sugerem o fim do auxílio moradia para parlamentares e juízes já conquistou mais de 250 mil apoiadores. A meta de 20 mil apoios foi alcançada em menos de 24 horas. Na consulta pública do portal, a sugestão 30/2011, resultante dessa ideia, tem mais de 885 mil de votos “sim”, contra cerca de 4,4 mil de votos “não”.

Agência Senado 

Foi encontrado  o veículo dos Correios que havia sido roubado na manhã de hoje (20) em Parnamirim. De acordo com informações da Página Ficha da Polícia RN, o veículo foi encontrado na comunidade do Pé do Galo, em Macaíba.

O funcionário que dirigia o veículo também foi levado pelos criminosos, mas logo em seguida foi libertado.

#VÍDEO A guarnição do 3° Batalhão composta pelo Sgt Jairo, Cb Cassiano e Sd Virgínio, localizou na tarde deste sábado (20) o veículo dos Correios na comunidade Pé do Galo em Macaíba, região metropolitana de Natal. O carro havia sido tomado de assalto na manhã de hoje no bairro de Rosa dos Ventos, em Parnamirim, na ocasião os criminosos levaram o carteiro na mala e o abandonaram sã e salvo logo em seguida.Por Na Ficha da Polícia RN

Posted by Na Ficha da Polícia RN on Saturday, January 20, 2018

 

Escola Estadual Alfredo Mesquita Filho passa ser de ensino de tempo integral

Nesta próxima quarta-feira (24), haverá uma reunião da Secretaria Estadual de Educação para tratar da educação de tempo integral. A reunião acontecerá no Pax Clube, a partir das 8hs. A Escola Estadual Alfredo Mesquita Filho passa a partir deste ano a oferecer o ensino neste modalidade.

A reunião vai contar com a participação de técnicos da Secretaria de Educação e dos diretores das escolas estaduais de Macaíba.

A imagem pode conter: 7 pessoas, pessoas sorrindo, texto

O vereador Netinho França anunciou nas suas redes sociais o Bloco das Virgens 2018, que sairá no dia 09 de fevereiro pelas ruas de Macaíba. Será mais uma edição do bloco no carnaval de Macaíba com orquestra de frevo, que ano passado reuniu centenas de famílias.

“O bloco é para todos os macaibenses, sem falar que a realização deste evento ajuda de forma direta e indireta na economia da cidade neste período de festa” disse Netinho França.  A concentração será próximo da quadra de esporte da rua Olímpio Maciel, com saída a partir das 19hs.

Prefeitura de São Gonçalo lança programa “Luz Pela Paz”

O prefeito de São Gonçalo do Amarante/RN, Paulo Emídio (Paulinho), lançou nesta sexta-feira (19) o programa “Luz pela Paz”, que consiste na substituição de lâmpadas de vapor de sódio, as chamadas ‘lâmpadas comuns’, por luminárias de LED – alimentadas através de chip. O objetivo é melhorar a iluminação pública e garantir mais segurança ao cidadão.

De acordo com prefeito Paulinho, essa troca pela tecnologia LED será realizada em 100% da cidade. A estimativa do investimento é no valor aproximado de R$ 10 milhões, e a primeira fase contempla os principais corredores de ônibus do município. Os serviços já iniciaram na comunidade de Jardim Lola, onde o prefeito lançou e já entregou à população as primeiras ruas iluminadas pelo programa.

“A situação da violência está tão terrível no nosso estado que temos que lutar pela paz – de todas as formas possíveis. Do gesto simples de gentileza e solidariedade com o próximo até a busca incessante de recursos e soluções para auxiliar o estado na sua tarefa de zelar pela segurança pública”, afirmou Paulinho.

A imagem pode conter: 5 pessoas, pessoas sorrindo, atividades ao ar livre

Divulgação

O pré-candidato a senador pela REDE-RN, João Napoleão, esteve com a direção do SINDGUARDAS-RN compondo a mesa de negociação juntamente com todos os sindicatos que formam o Fórum dos Servidores Municipais de Macau, nesta quarta-feira (17).

A reunião teve como objetivo articular e organizar o movimento dos servidores municipais naquela cidade. Os mesmos se encontram em grande dificuldade frente aos constantes atrasos de salários, consequência da péssima administração do prefeito Túlio Lemos. Na ocasião, Napoleão, que fez duras críticas ao prefeito, lembrou em praça pública o discurso do gestor, na época da campanha. “O prefeito afirmava que o problema de Macau, não era por falta de dinheiro e, sim, de gestão. Pois bem, de quem é a ingerência política administrativa agora?” Indagou o porta voz da REDE em Natal, que também é especialista em segurança pública pela SENASP.

João Napoleão também citou o desmando do Governador Robinson Farias, do mesmo partido do prefeito, e que só alavanca os índices de violência no RN, além, de não mostrar controle no combate à criminalidade. Diante da forte pressão e mobilização dos sindicatos, o prefeito apresentou algumas propostas de como colocar em dia o pagamento do funcionalismo macauense, que na próxima semana serão analisadas em assembleias pela categoria e respondidas ao prefeito.

Vacinação contra febre amarela no Rio

Flavia Villela/Agência Brasil

Agência Brasil – O Ministério da Saúde anunciou campanha de vacinação contra a febre amarela para os meses de fevereiro e março. Na ação, São Paulo, Rio de Janeiro e Bahia receberão doses fracionadas da vacina. Nos demais estados, onde já existe recomendação de imunização contra a febre amarela, a vacina é ofertada na dose-padrão, de acordo com a rotina de imunização dos postos e outras unidades de saúde.

São Paulo e Rio de Janeiro adiantaram o início da campanha para a próxima semana. A campanha foi convocada para evitar que o surto de casos recentes em algumas regiões se alastre. De julho de 2017 a 14 de janeiro deste ano, o país registrou 35 casos da doença.

A orientação endossada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e adotada pelo Ministério da Saúde é a de que uma dose da vacina é o suficiente para imunizar a pessoa por toda a vida.

Segundo o ministério, os casos estão concentrados principalmente na Região Sudeste e envolve pessoas que vivem na área rural ou que tiveram contato com ambientes silvestre por motivos de trabalho ou lazer.

Veja detalhes da doença e como se proteger:

Sintomas

A febre amarela é uma doença viral que causa dores no corpo, mal-estar, náuseas, vômitos e, principalmente, febre. Os sintomas duram em média três dias. Em alguns pacientes, o vírus da febre amarela ataca o fígado. São as complicações hepáticas que levam as pessoas infectadas a ficar com uma cor amarelada, daí o nome febre amarela. Segundo o Ministério da Saúde, estima-se que em torno de 30% das pessoas que contraem a doença podem morrer, se não forem diagnosticadas precocemente. Por isso, a recomendação é a de que o paciente deve buscar imediatamente atendimento adequado nas unidades de saúde.

Transmissão

A febre amarela não é transmitida de pessoa para pessoa, nem de macaco para seres humanos. Os macacos são os principais hospedeiros do vírus, mas os únicos vetores de transmissão da doença são os mosquitos silvestres Haemagogus e o Sabethes. No meio silvestre, os mosquitos picam o macaco, que depois de infectado pelo vírus pode ser picado por outro vetor e este, por sua vez, transmite para o homem.

No caso da área urbana, a transmissão ocorre pela picada do mosquito Aedes aegypti. O Ministério da Saúde ressalta, no entanto, que a possibilidade de contágio no meio urbano é remota e informa que não há registro de infecção da doença pelo ciclo urbano desde 1942. Com a construção de conjuntos residenciais e condomínios em áreas ecológicas, ambiente onde vivem os mosquitos que transmitem a doença, o risco de transmissão aumenta.

Vacina fracionada

O Ministério da Saúde esclarece que os casos recentes da doença estão localizados em áreas específicas com alta densidade populacional. Para evitar que a transmissão se alastre para outras regiões, a pasta decidiu abrir campanha de vacinação com doses fracionadas. Segundo o Programa Nacional de Imunizações, a dose fracionada é de 0,1 ml, enquanto que a dose-padrão é de 0,5 ml.

O fracionamento ocorre para ampliar a capacidade de imunização da população. O objetivo do Ministério é vacinar 21 milhões de pessoas até o fim de fevereiro, sendo 16,5 milhões com a dose fracionada e outras 5,2 milhões com a dose-padrão.

A dose fracionada será disponibilizada em 54 municípios de São Paulo, 15 do Rio de Janeiro e oito cidades da Bahia. Nos outros estados e municípios, se estiverem na lista de locais recomendados para imunização contra a febre amarela, a população será vacinada com a dose-padrão, disponível no programa de vacinação regular dos postos de saúde.

Estudos comprovam que a dose fracionada não causa reações adversas e tem a mesma eficácia da dose completa. A dose fracionada já foi utilizada pela OMS, na República do Congo, que enfrentou um surto urbano de febre amarela em 2016. O fracionamento permitiu que a organização vacinasse quase 8 milhões de pessoas em apenas 15 dias e interrompeu o surto na área urbana do país.

Quem deve tomar a vacina?

A vacina em dose-padrão pode ser aplicada em qualquer pessoa saudável, a partir dos nove meses de vida. A dose fracionada também é direcionada a pessoas sem histórico de doenças graves, mas só pode ser tomada a partir dos dois anos.

Idosos e pessoas com doenças que alteram o sistema imunológico ou que apresentam alterações hematológicas não podem tomar a vacina sem recomendação médica. Em caso de impossibilidade tomar a vacina, os pacientes devem adotar outras medidas de proteção contra a doença, como uso de repelente, roupas que cobrem todo o corpo, telas nas casas, entre outras formas de evitar contato com o mosquito transmissor.

Quem já tomou uma dose da vacina, mesmo que há mais de dez anos, não precisa reforçar a proteção com outra dose.

( Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Agência Brasil – A Superintendência da Polícia Federal (PF) na Bahia cumpriu nesta sexta-feira (19), em Salvador, mandado de busca e apreensão na casa de um estudante para apurar denúncia de fraude no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O candidato cometeu um plágio, copiando um trecho de um livro relacionado ao tema escolhido neste ano para a redação. O rapaz confessou o crime.

O candidato reproduziu a sinopse do livro Redação de Surdos: uma Jornada em Busca da Avaliação Escrita, de Maria do Carmo Ribeiro, lançado pela editora Prismas em 2015. O tema da redação do Enem deste ano foi Desafios para a Formação Educacional de Surdos.

A PF começou a apurar o caso após receber informações do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão do Ministério da Educação responsável pelo Enem, sobre a ocorrência de um plágio em uma prova aplicada em Salvador.

De acordo com a delegada responsável pelo inquérito, Suzana Jacobina, o candidato confessou que usou um telefone celular para ter acesso ao conteúdo na redação, sem que tenha sido visto pela equipe de fiscalização da prova.

A PF continuará a investigação, mas, em uma avaliação preliminar, considerou o caso foi isolado, envolvendo apenas um estudante. A delegada descarta, no momento, que haja risco de alguém ter vazado o coneteúdo da prova neste caso, o que poderia comprometer a validade do Exame como um todo.

“Com as provas até então colhidas, a linha de investigação mostra que o caso foi isolado. A princípio, o Enem está real, não tem risco de ser suspenso. Mas tudo ainda precisa ser confirmado”, afirmou a delegada Suzana Jacobina.