Arquivo diário: sexta-feira, novembro 17, 2017

18eixos_evento

A Fundação Rede Brasil Sustentável iniciará por São Paulo, neste sábado, 18, a série de seminários que realizará em torno de 18 eixos estratégicos para um Brasil Sustentável, informa a presidente da entidade, ex-senadora Heloísa Helena. O objetivo é reunir colaboradores das mais diversas áreas de atuação e regiões do país para compartilharem reflexões, experiências e alternativas para os desafios brasileiros.

Segundo Heloísa Helena, o mais importante da plataforma que será construída a partir desses debates é a “democratização do conhecimento”. Serão convidadas pessoas de diferentes áreas, entre membros de universidades, movimentos sociais, organizações da sociedade civil e de diversas instituições públicas. Os resultados serão sistematizados para que deles sejam extraídas diretrizes estratégicas e propostas de políticas públicas para as temáticas discutidas”, acrescenta a ex-senadora.

O primeiro seminário tratará de Gestão Pública e Economia e contará com as presenças dos porta-vozes nacionais da Rede, Marina Silva e Zé Gustavo. O evento acontecerá na Sala Crisantempo, na Rua Fidalga, 521, na Vila Madalena, e terá transmissão ao vivo pela internet, com interação online através da página da Fundação no facebook. Os debates serão realizados das 9 às 12h e das 14h às 17h.

Sobre Gestão Pública, debaterão Alexandre Zeitune, vice-prefeito de Guarulhos (SP), Fernando Coelho, professor da EACH-USP, Humberto Falcão Martins, professor da FGV-RJ, e terá Sonia Rabello, professora da UERJ, como mediadora. Vão fazer exposições sobre Economia, Carmen Bressane, Coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida, Eduardo Gianetti, economista e escritor, Marcos Lisboa, Diretor-Presidente do INPER, e Paulo Sandroni, professor da FGV-SP.

18eixos-02

A presidente Heloísa Helena diz que já está definida a agenda dos próximos três seminários. Pacto Federativo e Municipalismo, em Salvador (BA), dia 25 de novembro; Utilização de Recursos Naturais, em Manaus (AM), dia 9 de dezembro; Trabalho em Cuiabá (MT), dia 16 de dezembro.

PC/ASSECOM

Nesta quinta-feira (16), a Polícia Civil do Rio Grande do Norte estabeleceu convênio com a Faculdade Natalense de Ensino e Cultura (FANEC), para a realização de estágios obrigatórios para os cursos da instituição. O Termo de Cooperação assinado entre as partes, tem como objetivo maior fomentar a prática dos cursos. Além da relação de estágios, também serão concedidos descontos nas mensalidades aos servidores e seus dependentes.

De acordo com o Gestor de Estágios da Polícia Civil, Ivanelson Arrais, o acordo vai além de uma simples parceria. “A Polícia Civil cumpre mais uma função social ao propiciar a complementação do ensino e da aprendizagem dos estudantes, constituindo-se em instrumento de integração em termos de treinamento prático, de aperfeiçoamento técnico cultural, científico e de relacionamento humano, o que fora consolidado com a assinatura do Termo entre as Instituições”, afirmou.

Para a assinatura do termo estiveram presentes a delegada-geral adjunta da Polícia Civil, Adriana Shirley; Josefa Iluminata, diretora-geral da FANEC; e o Gestor de Estágios da Polícia Civil, Ivanelson Arrais.

De acordo com o Portal da Transparência da Prefeitura de Macaíba, foi efetuado  o pagamento dos estagiários da educação. O pagamento é feito a Universidade Patativa do Assaré e a instituição realiza o repasse aos estudantes no prazo de até três dias.

Diferente do que foi divulgado em outros sites, não existe dois meses de atraso.

A Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (SEMTAS) de Macaíba está desenvolvendo uma nova campanha para chamar a atenção da população para a violência de gênero, algo que, infelizmente, ainda produz muitos casos em todo o país, não sendo diferente no nosso município. Essa ação do Poder Público Municipal visa à prevenção e o combate aos diferentes tipos de violência, machismo e preconceito com as mulheres.

A campanha é intitulada “Mulheres diferentes, violências iguais” e teve início no dia 13 de novembro. Escolas, unidades do CRAS e do CREAS, praças e ruas estão sendo os pontos de divulgação. Nessa fase, um questionário preparado por profissionais da SEMTAS está sendo aplicado às mulheres de diferentes faixas etárias para avaliar a sua percepção sobre violência de gênero e suas diferentes formas de manifestação. Este também pode ser respondido de forma online.

Ao responder a esse questionário, as mulheres de Macaíba contribuem para a elaboração de políticas públicas de enfrentamento em relação à temática em questão. O questionário serve para realizar um diagnóstico dos tipos de violência, machismo e preconceito sofridos pelas mulheres em nosso município.

Na manhã desta sexta-feira (17), por exemplo, uma equipe da SEMTAS percorreu vários pontos do centro da cidade divulgando essa campanha e aplicando questionários.

“Estamos com a campanha desde o dia 13 com atividades junto às escolas, fazemos oficinais com adolescentes e crianças, mostramos vídeos a eles e, partir disso, eles passam a debater e apresentar seus trabalhos. Hoje, percorremos vários pontos do centro, Praça do M, feirinha. Trabalhamos também com grupos de mulheres nos dois CRAS (Fabrício Pedroza e Tavares de Lyra).”, relatou a assistente social Patrícia Soares.

Inclusive, na próxima quarta-feira (22), no horário das 14h, haverá a inauguração da chamada “Sala Lilás” no CREAS de Macaíba, preparada exclusivamente para atender e prestar assistência às mulheres vítimas de violência de gênero no município.

Os telefones para denúncias desses casos são 3271-1423 (CREAS), 3271-6835 (Delegacia Municipal) e o Disque 180 (Central de Atendimento à Mulher).

Assecom

Da Agência Brasil*

Os aposentados com valores nas contas do PIS-Pasep na Caixa e no Banco do Brasil (BB) podem sacar a partir de hoje (17). É a segunda etapa do calendário de pagamento, divulgado em setembro por esses bancos.

Na última terça-feira (14),  417 mil aposentados, correntistas do BB e da Caixa, foram beneficiados com o crédito em conta, representando pagamentos no valor de R$ 446 milhões.

Os pagamentos começaram em outubro. Na primeira fase, homens e mulheres com mais de 70 anos foram beneficiados. Para aqueles que ainda não sacaram, não há data limite para retirar o dinheiro, os recursos continuarão no fundo à disposição dos correntistas.

Neste sábado (18), o departamento Nacional de Infraestrutura de Trânsito vai interditar trecho da BR-101, em Natal. O trânsito será desviado para as marginal da rodovia para construção de um viaduto. O trecho que será interdito próximo da avenida Abel Cabral e Maria Lacerda, em ambos os sentidos das  vias.

A Prefeitura do Natal, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana (STTU), tornará mão-única a Rua Cidade do Sol e a Av. dos Caiapós, em Cidade Satélite.

Com a medida, a Rua Cidade do Sol passa a ter sentido BR-101/Rua Oiti – ou seja – entra para Cidade Satélite. Já a Av. dos Caiapós fica no sentido inverso: Rua Oiti/BR-101, saindo de Cidade Satélite. Para Walter Pedro da Silva, secretário adjunto de Trânsito da STTU, a mudança visa melhorar o tráfego na região. “Com as obras, a pista expressa da rodovia será fechada e só as marginais estão disponíveis. Esta medida é para reduzir o conflito na entrada e saída de veículos”, explicou.

A intervenção começa neste sábado (18) e vai durar todo o período da obra na BR-101, que tem previsão de cinco meses.

MUDANÇA NA AV. PRUDENTE DE MORAIS
Também haverá mudanças no cruzamento da Av. Prudente de Morais com a Av. Gov. Tarcísio de Vasconcelos Maia (Av. da Integração). Ela consiste na proibição da conversão à esquerda para quem se destina a BR-101 Sul. Para quem está na Av. Prefeito Omar O’Grady (prolongamento da Av. Prudente de Morais) e acessa a Av. da Integração sentido Rua Jaguarari, nada muda.

Segundo a STTU, a Av. Prudente de Morais será a principal alternativa para quem vai à Cidade Satélite e Parnamirim e a medida irá dar mais fluidez a via. “É um movimento que já e pouco realizado e a retirada dele vai nos permitir destinar mais tempo no sentido Petrópolis/Cidade Satélite”, informa o secretário adjunto.

Em caso de dúvidas os usuários podem ligar para o Alô STTU – no telefone 156 – ou perguntar pelo Twitter oficial, o @156Natal.

Diante de boatos que circulam nas redes sociais a respeito da ocorrência de uma superbactéria denominada Aeromonas na Lagoa de Alcaçuz, que supostamente contaminou uma criança, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) esclarece que não há confirmação quanto ao diagnóstico pela bactéria, tampouco do vínculo dessa infecção à lagoa de Alcaçuz.

Segundo a Subcoordenadoria de Vigilância Ambiental (SUVAM) da Sesap, as bactérias Aeromonas são extremamente comuns no ambiente, especialmente no meio aquático, onde já foram encontradas em rios, lagoas, poços e até mesmo em águas tratadas com cloro. Também podem ser encontradas no solo e em intestinos de animais como peixes e répteis, por exemplo. Por isso, é esperado que na lagoa de Alcaçuz, assim como em outras lagoas e rios, esse e outros microorganismos existam naturalmente.

O adoecimento de indivíduos por microorganismos comuns no meio ambiente depende de uma combinação de fatores individuais. No caso da Aeromonas, casos graves não são comuns. A infecção pode ocorrer principalmente em pessoas com a imunidade comprometida, como gestantes e idosos.

Em contato com o Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), a Sesap foi informada de que o órgão realizará uma análise da potabilidade da água na lagoa de Alcaçuz.

A Sesap, por meio das Vigilâncias Epidemiológica e Ambiental, está acompanhando e investigando o caso. Nos próximos dias também será realizada coleta de água para investigação no LACEN.

Assim, qualquer associação entre o suposto caso de contaminação à lagoa de Alcaçuz é muito precoce.

ASSECOM/RN

Desde a última sexta-feira (10), os pais de alunos da Rede Estadual de Educação podem acompanhar o desenvolvimento escolar dos estudantes através de aplicativo. O SIGEduc Familiar, desenvolvido pela equipe do Grupo de Processamento de Dados da Secretaria Estadual de Educação e Cultura do RN,  disponibiliza para os pais dados como notas, frequências e disciplinas ministradas em sala de aula durante o ano letivo nas escolas.

O SIGEduc é uma ferramenta de acesso dos alunos, e agora, dos pais. Cada estudante, assim como os pais, receberam um usuário e senha para acessar o canal de informação. Todos os estudantes da rede já possuem acesso ao programa, implantado no ano de 2014, por meio do Sistema Integrado de Gestão da Educação, da Secretaria Estadual de Educação e Cultura.

O aplicativo permite a informatização cada vez mais avançada do sistema de educação e pretende expandir o benefício da ferramenta nos próximos anos. “Essa é uma iniciativa de grande importância para os pais, alunos e também para a secretaria. Antes essa tecnologia só era presente em escolas particulares, hoje, os nossos estudantes e seus familiares também podem contar com esse serviço”, destacou Ana Paula Oliveira, coordenadora do Grupo de Processamento de Dados, da SEEC.

Para Claúdia Lima, mãe de Iara que cursa o primeiro no do ensino médio,o aplicativo contribui para a aproximação dos pais com a escola.  “Agora vou conseguir acompanhar mais de perto as atividades da escola como o  o boletim e poder ajuda-la a recuperar alguma nota se for preciso. Consigo também acompanhar se ela está em sala de aula e isso me dá mais segurança”, declarou.

O aplicativo encontra-se disponível na Google Play e pode ser baixado por todos os pais de alunos da Rede Pública. Para instalar, basta conectar o celular à internet e baixar o aplicativo. A partir daí o usuário já terá acesso as informações disponibilizadas pela ferramenta.

Em nossa página no Facebook, moradores de várias regiões de Macaíba estão afirmando que em seus bairros não está chegando água. Essa situação não vem de agora, há menos de dois meses atrás relatamos a situação de vários bairros que chegaram a ficar há mais de dez dias sem abastecimento. Nos relatos da população, os seguintes bairros estão sem água: Loteamento Esperança, Lagoa Grande (av. Enock Garcia), Vilar, Auta de Souza, Campo das Mangueiras, Bosque Brasil, Campo da Santa Cruz (Cidade de Deus), Morada da Fé e Parque das Mangueiras.

Até o momento a Companhia de Água e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN) se  manifestou sobre esta situação. Se faz necessário que a empresa estatal explique o que está acontecendo e informe para população um plano de abastecimento, informado em quais dias terá água nas residências.