Arquivo diário: sábado, junho 3, 2017

Neste domingo (04) será realizado o quarto passeio ciclístico pedala Macaíba. A concentração será na praça Paulo Holanda Paz, em frente a Prefeitura de Macaíba. Com início a partir das 07:30, é esperado um grande grupo de ciclistas, tanto de pessoas que usam a bicicleta como prática de esporte quanto dos que a utilizam como meio de transporte.

viaduto luzes

A Prefeitura de Parnamirim, através da Secretaria de Serviços Urbanos (SEMSUR) concluiu a iluminação do túnel do Viaduto de Emaús, liberado nesta sexta-feira. O serviço foi possível através da parceria entre a Prefeitura e o Governo  do Estado.

No túnel foram instalados 12 refletores de LED com 100W e nas laterais dois braços de luminárias metálicas, totalizando quatro lâmpadas especiais de 400W.

Até o momento não veio a público explicações porque a empresa chinesa Chint será instalada na cidade de Extremoz e não em Macaíba. Na semana que a imprensa noticiou o fato surgiu uma onda de críticas e insatisfação dos políticos de Coité contra o Governador Robinson.

Para não deixar o assunto morrer, lembramos aqui que nenhuma explicação foi dada ao povo de Macaíba que perdeu a chance de ter muitas oportunidades de emprego.

Os estudantes da Rede Estadual de Ensino têm mais uma chance de ingressar no ensino técnico. Seguem abertas até o dia 18 de junho as inscrições para cursos técnicos na modalidade Educação a Distância (EaD) da Rede e-Tec Brasil/MÉDIOTEC com início no segundo semestre de 2017. Diversas vagas estão disponíveis e podem ser conferidas no edital de inscrição, clique aqui. Podem se escrever os estudantes matriculados no Ensino Médio e EJA da Rede Pública de Ensino com idade entre 15 e 19 anos. As inscrições serão realizadas via Portal do Estudante, dentro do ambiente destinado ao aluno no SIGEduc, e o estudante precisará, no ato de preenchimento dos dados, informar o Número de Identificação Social (NIS), descrito no cartão do Bolsa Família. O resultado será divulgado no dia 22 de junho no SIGEduc. Os estudantes selecionados deverão se apresentar no polo presencial indicado no edital para confirmação da matrícula, portando os seguintes documentos: ficha de inscrição impressa, declaração da escola, certidão de nascimento (cópia), CPF e RG (cópias e originais), comprovante de residência, declaração emitida pelo CRAS para alunos com deficiências, em vulnerabilidade, risco social e beneficiários do Bolsa Família, cópia do histórico escolar da série anterior e laudo médico (para portadores de necessidade especial). As vagas serão distribuídas atendendo critérios sociais, 10% das vagas voltadas para jovens com deficiências ou em vulnerabilidade e risco social. Outros 65% das vagas serrão preenchidas com alunos que pertencem a famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família. As demais vagas serão ocupadas a partir da média aritmética das notas de língua portuguesa e matemática da série anterior do aluno. Os cursos serão ministrados na forma EaD, contando com apoio presencial no polo do curso, onde também serão ministradas as aulas da carga horária presencial. A UFRN e o IFRN serão as instituições responsáveis pelos cursos, pelo material didático online, assistência estudantil e suporte pedagógico. A previsão para início das aulas está marcada para o dia 25 de julho. MÉDIOTEC O MedioTec é uma ação da Rede e-Tec Brasil, o qual oferta vagas em cursos técnicos concomitantes ao Ensino Médio para alunos regularmente matriculados na Rede Pública Estadual, com idade entre 15 e 19 anos, cujo objetivo é garantir que o estudante do Ensino Médio, após concluir essa etapa de ensino, esteja apto a se inserir no mundo do trabalho e renda.

Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Da Agência Brasil

O Ministério Público Federal de Curitiba (MPF), responsável pelas investigações da Operação Lava Jato, pediu ontem (2) à noite ao juiz Sérgio Moro a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de outros seis réus pelos crimes de corrupção passiva e ativa e lavagem de dinheiro. O MPF quer que todos cumpram as respectivas penas em regime fechado e que Moro determine a apreensão de R$ 87.624.971,26, correspondente ao valor das propinas que teriam sido pagas nos contratos da OAS com a Petrobras.

O pedido foi encaminhado à Justiça Federal de Curitiba e faz parte das alegações finais do processo que apura o suposto pagamento de propina por parte da OAS, envolvendo um apartamento triplex no Guarujá, litoral paulista e que, segundo o MPF, seria entregue a Lula, como contrapartida por contratos que a empreiteira fechou com a Petrobras.

Do total estabelecido pelo MPF, Lula teria recebido cerca de R$ 3 milhões, incluindo os valores do triplex e do contrato entre a OAS e a transportadora Granero, responsável pela guarda de parte do acervo que o ex-presidente recebeu ao deixar o cargo.

Outros réus

Também são réus no caso o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, os executivos da empresa Agenor Franklin Medeiros, Paulo Gordilho, Fábio Yonamine e Roberto Ferreira, e o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto. Todos são acusados de lavagem de dinheiro e corrupção ativa. A ex-primeira-dama Marisa Letícia teve o nome excluído da ação após a sua morte, em fevereiro passado.

O MPF informou ainda que Léo Pinheiro, Agenor Franklin e Paulo Gordilho devem ter as penas reduzidas pela metade, “considerando que em seus interrogatórios não apenas confessaram ter praticado os graves fatos criminosos…, como também espontaneamente optaram por prestar esclarecimentos relevantes acerca da responsabilidade de coautores e partícipes nos crimes, e tendo em vista, ainda, que forneceram provas documentais… que não eram de conhecimento das autoridades”.

Conforme os procuradores que fizeram o pedido, as defesas têm até 20 de junho para contestar os argumentos do MPF. Depois da apresentação das alegações de todos os envolvidos, o processo volta ao juiz Sérgio Moro, que vai definir se condena ou absolve os réus.