Arquivo diário: quarta-feira, maio 10, 2017

(Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Paulo Victor Chagas – Repórter da Agência Brasil*

Após cinco horas, terminou há pouco o depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao juiz federal Sérgio Moro em Curitiba.

Lula respondeu a perguntas de Moro, da assistência de acusação, de procuradores do Ministério Público Federal e fez as alegações finais.

O ex-presidente é acusado de ter recebido propina da empreiteira OAS por meio das reformas de um apartamento triplex no Guarujá, litoral de São Paulo, e de um sítio em Atibaia, no interior do estado.

O depoimento de Lula começou por volta das 14h15. Usando uma gravata com as cores da bandeira do Brasil, o ex-presidente entrou no prédio da Justiça Federal acompanhado de seu advogado Cristiano Zanin. Manifestantes favoráveis e políticos aliados acompanharam Lula até o prédio. Entre os aliados que foram até Curitiba para apoiá-lo, está a ex-presidenta Dilma Rousseff.

O depoimento ocorreu sob forte esquema de segurança na área externa do prédio. Cerca de 3 mil profissionais de segurança pública das esferas federal, estadual e municipal foram mobilizados. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Paraná, desse total, cerca de 1,7 mil são policiais militares que atuam em Curitiba.

Durante todo o dia, centenas de policiais militares fizeram um bloqueio em um perímetro de 150 metros ao redor prédio da Justiça Federal. Agentes da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Federal cuidaram do isolamento do próprio prédio. Os profissionais também acompanharam os atos a favor e contrários a Lula e fizeram a escolta do carro do ex-presidente.

Manifestantes contra e a favor de Lula realizaram atos em pontos diferentes da capital paranaense. De acordo com o governo estadual, cerca de 6 mil manifestantes que apoiam Lula  foram para Curitiba para acompanhar o interrogatório.  Ao todo, foram 128 ônibus vindos de vários estados do país. Grupos contrários também foram para a cidade, mas a Polícia Militar informou que não recebeu notificações de ônibus fretados.

* Com informações de Danyele Soares, enviada especial a Curitiba

IMG_7094

O próximo sábado (13) está marcado para ser o Dia D de Vacinação contra a Gripe em todo o Brasil. Em Macaíba, todas as unidades de saúde da rede municipal estarão abertas e mobilizadas no horário das 7 às 17 horas. Neste ano de 2017, o Ministério da Saúde (MS) pretende imunizar no mínimo 90% das pessoas que se enquadram nos grupos designados como prioritários, um índice 10% maior do que no ano passado. O Dia D é uma mobilização nacional feita através da parceria entre o MS e as secretarias estaduais e municipais de saúde.

Nesta campanha, os grupos prioritários são: crianças de 6 meses e menores de 5 anos (no máximo 4 anos, 11 meses e 29 dias), idosos com 60 anos ou mais, trabalhadores da saúde, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), presidiários e funcionários do sistema prisional, adolescentes de 12 a 21 anos cumprindo medidas socioeducativas e professores das redes pública e privada, além de portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Para obter mais informações ou dirimir suas dúvidas, o cidadão deverá discar para o número 3271-6547, da Secretaria Municipal de Saúde de Macaíba. Essa campanha de vacinação está prevista para durar até o dia 26 deste mês de maio.

Assecom

nelter e equador

A segurança pública no Rio Grande do Norte voltou a ser tema na Assembleia Legislativa. Nesta quarta-feira (10), durante sessão plenária, o deputado Nélter Queiroz (PMDB) fez pronunciamento lamentando os recentes assaltos registrados nas cidades de Equador e Jucurutu, destacando a necessidade de reforço do efetivo policial nos municípios.

“A prefeita de Equador se reuniu com vereadores e comerciantes locais para discutir a situação e também me ligou fazendo um apelo em favor da chegada de mais policiais na cidade”, disse Nélter.

O Sine-RN oferece, nesta quinta-feira (11) mais de 17 oportunidades de emprego em Natal e  Mossoró.

Para concorrer às vagas, o candidato deve se cadastrar via Internet no Portal Mais Emprego do Ministério do Trabalho e Emprego através do endereço maisemprego.mte.gov.br ou na unidade do Sine Matriz Cidade da Esperança, localizada na Rua Adolfo Gordo, s/n, Cidade da Esperança – Natal-RN no prédio da Central do Trabalhador no horário de 8h ás 16h ou em qualquer agência do Sine nas centrais do cidadão de Natal e no interior.

O interessado que não tem cadastro e acesso ao Portal Mais Emprego, pode comparecer as Agências do SINE, com Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), Número do PIS, cédula de identidade (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF) e comprovante de residência. O atendimento é de acordo com o horário de funcionamento das centrais do cidadão e do SINE Matriz Cidade da Esperança no prédio da Central do Trabalhador, das 8h às 16h.

VAGAS PERMANENTES – NATAL e GRANDE NATAL

OCUPAÇÃO    QUANT. DE VAGAS

ASSISTENTE ADMINISTRATIVO    1
AUXILIAR DE VAQUEIRO    1
TÉCNICO DE MANUTENÇÃO ELETRÔNICA    1
VAQUEIRO    1
VENDEDOR PRACISTA    1

Total     5

VAGAS PCD – PESSOAS COM DEFICIÊNCIAS – NATAL e GRANDE NATAL

OCUPAÇÃO    QUANT. DE VAGAS

AUXILIAR ADMINISTRATIVO    1
AUXILIAR DE LIMPEZA    1
AUXILIAR DE MECÂNICO DIESEL (EXCETO DE VEÍCULOS AUTOMOTORES)    1

Total    3

MOSSORÓ E REGIÃO

OCUPAÇÃO    QUANT. DE VAGAS

ATENDENTE DO SETOR DE FRIOS E LATICÍNIOS    1
CONFEITEIRO    1
COSTUREIRA EM GERAL    1
MECÂNICO DE MANUTENÇÃO DE CAMINHÃO A DIESEL    1
OFICIAL DE SERVIÇOS GERAIS NA MANUTENÇÃO DE EDIFICAÇÕES    2
PADEIRO    1
PSICÓLOGO DO TRABALHO    1
SUPERVISOR DE ALMOXARIFADO    1
Total    9

Vagas abertas no Sistema Mais Emprego, acesso em 10/05/2017 às 16h30min – Joacir Morais

Trabalhador, todas as oportunidades estão sujeitas à alteração. Para saber em tempo real qual ocupação está de acordo com o seu perfil profissional, acesse com seu login (PIS) e senha no Portal Mais Emprego do Ministério do Trabalho e Emprego no endereço (maisemprego.mte.gov.br).

Brasília - O corregedor-geral da Justiça Eleitoral, ministro Herman Benjamin, e o deputado Vicente Cândido durante audiência pública da Comissão Especial da Reforma Política, na Câmara dos Deputados (Marcelo Cam

Marcelo Camargo/Agência Brasil

Da Agência Brasil – Em audiência pública realizada hoje (10) pela comissão especial que analisa as propostas de reforma política na Câmara, o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Herman Benjamin defendeu o financiamento público de campanha. Para o ministro, a atual forma de financiamento eleitoral é um dos problemas mais graves do sistema político brasileiro.

Benjamim, que é o relator no TSE do processo que pede a cassação da chapa da campanha Dilma-Temer, avaliou que a solução baseada no financiamento empresarial “se mostrou a mãe do desastre que nós temos hoje”. Ele argumentou que o atual sistema é “perverso” e criou um “submundo de contribuições” que privilegia os doadores em detrimento dos cidadãos, além de colocar a classe política em um “ambiente de clandestinidade”.

O ministro afirmou ainda que o Brasil passa por uma crise na democracia e que não é possível atribuir o problema da corrupção a apenas um partido. “Nós não temos no Brasil um partido político que seja a mãe ou o pai da corrupção. Então, se imputar a um determinado partido político, qualquer que ele seja, como sendo responsável pela crise ética no Brasil hoje, creio que é esquecer o passado de 500 anos do nosso país”, declarou.

Para Benjamin, é preciso reconhecer que a democracia tem um custo alto e, por isso, ele sugeriu que sejam criados mecanismos em que o próprio eleitor participe do financiamento. “Democracia, como direitos humanos e outros grandes temas da cidadania, tem custo. Alguém acredita que se possa fazer eleição, mesmo em condomínio, sem custo? Então, esta é a primeira constatação que temos que fazer. Então, se tem custo, evidentemente alguém vai ter que pagar por isso. E a questão é: quem vai pagar por isso e de que forma?”, questionou o ministro.

Um Fiat Uno vermelho foi roubado hoje (10) no centro de Macaíba. Segundo informação passada ao site, o veículo estava na rua Heraclito Vilar. De placa MXJ 9856, o proprietário pede que quem souber de qualquer informação ligar para o Ciosp através do 190.

Resultado de imagem para videomonitoramento macaíba

Foto: Ilustrativa/ Centro de Macaíba

O Governo do Estado está prestes a licitar a contratação de uma empresa para instalação de câmeras de videomonitoramento na Grande Natal. Macaíba será uma das primeiras cidades a integrar o sistema de monitoramento via câmeras, que serão de alta tecnologia capaz de identificar veículos roubados através da placa do veículo.

O município já conta com um sistema próprio de videomonitoramento administrado pela  Secretaria de Trânsito e Transporte, com objetivo também de auxiliar na segurança pública.  Em toda Macaíba já foram instaladas mais de 20 câmeras formando um cordão de monitoramento em principais saídas e entradas da cidade.

De acordo com a Connect TV,  foi registrado na noite de ontem (09)  um assalto na zona rural de Macaíba.

O assalto ocorreu na comunidade de Tabatinga. Onde informações repassadas ao site informam que quatro homens fortemente armados, renderam um motorista e levaram o seu carro. Até o momento ninguém foi preso.

“Para Augusto Severo, o desastre foi uma glorificação”. A frase de Olavo Bilac escrita em 31 de maio de 1902, poucos dias depois do acidente envolvendo o Dirigível Pax, mostra a importância e a grandeza do macaibense Augusto Severo para a Tecnologia Aeronáutica do Brasil e do mundo. Para reverenciar o filho ilustre, a Prefeitura de Macaíba junto com a Força Aérea Brasileira prestará uma grande homenagem alusiva aos 115 anos de sua morte na próxima sexta-feira (12), justamente na data em que o PAX sobrevoou os céus de Paris.

A solenidade acontecerá na praça batizada com o nome de Severo, mais popularmente conhecida como Praça do M, no Centro de Macaíba, às 09 da manhã. O evento contará com a participação do prefeito Fernando Cunha, secretários municipais, de autoridades da Força Aérea Brasileira, do 138º Grupo de Escoteiros Augusto Severo e da banda de música da Aeronáutica – que tocará o hino de Augusto Severo, mártir da tecnologia aeronáutica e o hino dos aviadores, além de outros dobrados.

Para o secretário de Cultura de Macaíba, Marcelo Augusto, a homenagem significa manter viva a chama, a coragem e a determinação de um grande macaibense. Durante o evento, as crianças da Escola Municipal Augusto Severo cantarão o hino de Severo, patrono da escola. Também será feita a aposição de um ramalhete de flores no busto do homenageado.

Sobre Augusto Severo

O aeronauta Augusto Severo de Albuquerque Maranhão nasceu em Macaíba no dia 11 de janeiro de 1864. O macaibense destacou-se também em outras atividades como a política e o jornalismo. Em 1892, ainda como deputado, iniciou um dos seus mais ousados projetos: o dirigível Potiguarânia e, em seguida, no ano de 1894, o Bartholomeu de Gusmão.

Logo em seguida, surpreendendo o mundo, o inventor macaibense construiu uma aeronave revolucionária: o Dirigível Pax. Entretanto, devido aos problemas técnicos, o dirigível de Severo se partiu no ar no seu primeiro voo. No começo do século XX, Augusto se afastou da política para conceder vida a sua utopia, projetando e construindo o dirigível Pax, onde demostrou sua genialidade e perspicácia.

 No dia 12 de maio de 1902, durante um grande evento junto com seu mecânico Georges Sachêt, Augusto Severo elevou o seu dirigível por mais de 300 metros nos céus da França, realizando diversas manobras que mostrava que o sonho tinha se tornado realidade, o homem podia voar. Após cerca de 10 minutos de voo, o Pax explodiu subitamente, levando seus dois tripulantes ao solo e, consequentemente a morte. Severo deixa o legado da coragem e determinação humana para posteridade. Com Augusto Severo, voar deixou de ser um sonho,  virou realidade.

Assecom

(Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)

Danyeles Soares – Enviada especial da EBC

O depoimento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, marcado para esta quarta-feira (10) na sede da Justiça Federal em Curitiba, alterou a rotina na capital paranaense. Manifestantes favoráveis e contrários ao ex-presidente já estão na cidade, que preparou um esquema especial para garantir a segurança de todos os que pretendem acompanhar o

Manifestantes favoráveis ao ex-presidente Lula participam de atividades em acampamento montado próximo à rodoferroviária da cidade

Danyele Soares/Agência Brasil

depoimento, um dos mais aguardados da Operação Lava Jato. Será a primeira vez que Lula ficará frente a frente com o juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da operação na primeira instância.

O grupo a favor de Lula está reunido na rodoferroviária da cidade. De acordo com os organizadores, são cerca de 5 mil pessoas, que vieram de vários estados para o “acampamento pela democracia”, como o local ficou conhecido. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, 20 ônibus com manifestantes já chegaram a Curitiba, e mais 36 são aguardados nas próximas horas.

Para João Pedro Stédile, dirigente do Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST), o processo judicial tornou-se um processo político. “Nós, dos movimentos populares, somos frontalmente contra qualquer corrupção, conta toda corrupção. Achamos importantes as investigações da Lava Jato. O que condenamos na Lava Jato é essa promiscuidade […]. Essa clara perseguição ao Lula politizou isso”, disse o líder do MST.

O aposentado João Tomás de Lima saiu de Amparo, em São Paulo, para acompanhar o depoimento. Sindicalista, ele conta que desde 1964 participa de atos populares. “Não tenho medo da luta e acho que essa luta aqui é necessária. Porque é uma injustiça que estão fazendo conosco, o povo trabalhador, e com este país, que é tão grande, tão bonito e tão generoso. E estamos vendo as pessoas no poder destruindo tudo isso.”

Grupo contrário a Lula se reúne do lado de fora do Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba

Danyele Soares/Agência Brasil

Os manifestantes que são contra o ex-presidente Lula estão reunidos do lado de fora do Museu Oscar Niemeyer, no Centro Cívico. Uma das organizadores do ato, Narli Rezende, integrante do Movimento Curitiba contra a Corrupção, diz que objetivo do grupo é “fazer um contraponto com a situação do PT e do vermelho”. “Curitiba, tradicionalmente, é uma cidade verde e amarelo. E, em sua grande maioria, Curitiba é a favor da Lava Jato. Então, não queremos passar uma imagem falsa de que Curitiba é vermelha, de que Lula é muito bem-vindo em Curitiba […] O que irrita a gente é a corrupção, independente do partido. Errou, tem que pagar. Robou, tem que devolver e ser preso”, afirmou Narli.

Para Camila Georg, que saiu do Rio Grande do Norte e foi ao museu, é preciso se mobilizar para que as mudanças aconteçam. “Eu vim porque acho que é um marco na história, como o impeachment do [presidente Fernando] Collor. Sentados em casa, nada vai acontecer. Tenho dois filhos e estou lutando pelo futuro deles. Já votei em Lula, por incrível que pareça, e hoje vejo que foi um erro. Eu quero uma coisa melhor para os meus filhos.”

Bloqueio

Um perímetro de 150 metros ao redor do prédio da Justiça Federal será bloqueado a partir do fim da noite de hoje. Apenas moradores, imprensa credenciada e comerciantes do local poderão passar pela área bloqueada.

Uma das moradoras da região, Aracelis Solarewicz, disse que vive ali há cerca de 20 anos e nunca viu situação semelhante. Mas compreende: “é só um dia. A gente tem que se adaptar, acho que não vai ter impacto nenhum. Por isso, vim antes para não ser pega desprevinida. Eu tenho outras alternativas de sair e não passar pelo bloqueio”, afirmou.

O ex-presidente Lula é acusado de ter recebido propina da empreiteira OAS por meio da reserva e da reforma de um apartamento triplex no Guaruja, litoral de São Paulo.